333 anos de tradição e devoção

O congado faz parte da cultura popular mineira e é uma das tradições mais importantes relacionadas à cultura afro-brasileira. O grupo de congado Nossa Senhora do Rosário, do distrito de Santo Antônio do Rio das Mortes, é um dos mais antigos de Minas Gerais, com 333 anos de fé e devoção. Nos dias 5 e 6 outubro aconteceu a tradicional festa de congado em honra a Nossa Senhora do Rosário.  

“O congado na minha vida é uma história porque veio do meu pai, dos meus avós. É uma tradição que desde os oito anos de idade eu vivo”, declara o capitão do congado, Pedro Noberto da Silva, 58, que participa do congado há 50 anos.

O músico e percussionista, André Mendes, 35, participa do congado há nove anos e registra tudo para que eles tenham esse material para quando precisarem.  “Fiz minha pesquisa de mestrado baseado no congado. Hoje eu tenho a honra em escutar eles falando que eu faço parte de uma forma diferente, não brincando e tocando, mas que eu faço parte. Eu sou uma pessoa feliz por ter me envolvido cada vez mais”, ressalta o músico.

Para André, o congado do Rio das Mortes tem uma cultura popular muito especial, peculiar e pessoal. “O que mais me impressiona é o equilíbrio dos instrumentos musicais. É um congado que de longe você ouvi o violão, ouvi as caixas, ouvi o pandeiro, ouvi o acordeom e escuta o coral afinado cantar”, afirma o percussionista.

Segundo o presidente do congado integrante há 32 anos, Márcio Donizatti de Souza, 44, ele se emociona em fazer parte do congado porque é uma coisa religiosa. “Desde a primeira vez que eu vi e conheci o que era o congado aquilo me marcou”, explica Márcio.

A expectadora Vania Ramos, 38, diz que se apaixonou pelo congado e pela festa assim que conheceu. “Eu acho tudo muito bonito, as roupas, as musicas, os rei e as rainhas, a figura do moura que diverte as pessoas. Mas, com certeza, o mais bonito é a fé”, conta.

O congado Nossa Senhora do Rosário, do distrito do Rio das Mortes, através da sua grande história  e de sua tradição conseguem expressar a sua cultura. Os integrantes dão continuidade aos ensinamentos que receberam de seus pais e passa para as novas gerações.

VAN/Fernanda Rezende; Willian Carvalho
Fotos: Willian Carvalho

Deixe uma resposta