Alunos da UFSJ participam de eleição para o Congresso UNE

Fernanda
Rezende

Foto: Reprodução

Na quinta feira, dia 11 de abril, a Universidade Federal de
São João del-Rei (UFSJ) foi cenário das eleições para o Congresso da União
Nacional dos Estudantes (UNE), órgão que representa os  universitários. Discentes da UFSJ e de outras
instituições federais de ensino formaram três chapas: Chapa 1: “A gente se
UNE”; Chapa 2: “Mudança” e Chapa 3: “Bloco na rua”.

Na véspera da eleição, houve um debate entre as três chapas concorrentes, em
que estiveram presentes alunos de diferentes cursos da Universidade, que
analisaram as propostas de cada grupo.

“Achei que, no debate, ficou bem clara a diferença entre as
chapas que estavam concorrendo. A Chapa ‘A gente se Une’ estava muito bem
estruturada, com propostas pertinentes e de real estudo e transformação das deficiências
da UFSJ em relação ao estudante. A Chapa ‘Mudança’ não conseguiu passar
segurança na maior parte do tempo, principalmente por estar alheia ao histórico
movimento estudantil da universidade. Já a Chapa 3 não se manifestou”, relata o
estudante de Jornalismo Gustavo Pavan.

A vencedora da eleição foi a Chapa 1, “A gente se UNE”, com 820 votos. Segundo
a estudante de Jornalismo Rafaella Dotta, a chapa foi composta por estudantes
que participam do movimento estudantil da UFSJ, construindo seus Centros
Acadêmicos, Diretórios Acadêmicos e DCE.

A estudante afirma que a proposta da chapa vencedora é
utilizar o conhecimento adquirido “sobre o funcionamento da universidade e
colaborar com projetos nacionais de educação”. Segundo ela, a proposta envolve
também o desenvolvimento do “Projeto Popular para a Educação, fruto de uma
construção com movimentos sociais, como o movimento Levante Popular da
Juventude, do qual quase todos os integrantes da chapa fazem parte”.

De acordo com Rafaella Dotta, os campi que tiveram maior participação na
eleição foram o Campus Alto Paraopeba, em Ouro Branco, e o Campus Dom Bosco.
“No total, foram 1290 votos, que é quase três vezes maior que o resultado da
última eleição, ocorrida há dois anos. Um fator importante para conseguirmos
esse número de votos foi a existência de 3 chapas concorrentes, que mostraram
muito respeito entre si”, destaca a estudante.

Para Filipe Rodrigues, estudante que integrou a equipe de comissão eleitoral, o
envolvimento das chapas foi muito expressivo. Segundo ele, foram cerca de 70
estudantes protagonizando suas análises sobre as transformações de
democratização do acesso e as dificuldades de permanência do estudante na
universidade pública. Essa questão vem sido muito debatida dentro da
Universidade, pois o número de estudantes triplicou nos últimos seis anos.

Filipe ressalta que “as eleições para o Congresso da UNE são
importantíssimas para o movimento estudantil, afinal trata-se do maior fórum da
UNE, o principal espaço de representação dos estudantes a nível nacional, que,
em 2011, teve a participação de 97% das universidades brasileiras públicas e
particulares”.

Rafaella Dota comenta ainda que a UFSJ vai ter dez representantes neste
Congresso da UNE. Eles poderão, assim, votar em nome da universidade. Destes,
seis são ligados ao movimento Levante Popular da Juventude, dois integram o
Movimento Mudança e um é ligado à União da Juventude Socialista (UJS).

A UNE foi fundada em 1937 e, durante esses 74 anos, os
estudantes lutaram e obtiveram  conquistas
junto à população brasileira. Eles marcaram presença nos principais
acontecimentos políticos, sociais e culturais do Brasil, como a luta pelo fim
da ditadura do Estado Novo, as Diretas Já e o impeachment do presidente Collor.

Deixe uma resposta