Skip to main content
Murilo é o que está no meio. Clássico Sub-20 entre Cruzeiro x Atlético, na Arena Jacaré, no dia 30 de abril. FOTO: Arquivo Pessoal/Murilo Misson

Apitando até onde Deus quiser

Conheça Murilo Misson, o árbitro que representa São João del-Rei na Federação Mineira de Futebol

Murilo é o que está no meio. Clássico Sub-20 entre Cruzeiro x Atlético, na Arena Jacaré. FOTO: Arquivo Pessoal/Murilo Misson
Murilo é o que está no meio. Clássico Sub-20 entre Cruzeiro x Atlético, na Arena Jacaré. FOTO: Arquivo Pessoal/Murilo Misson

O velho clichê “Deus escreve certo por linhas tortas” descreve com perfeição a trajetória do religioso árbitro Murilo Misson Jr., 29 anos. O juiz, natural de São João del-Rei, sonhava em ser jogador de futebol, porém uma lesão levou Misson a outros caminhos; o das leis que regem o mundo da bola. Sem perder a fé, o “homem do apito” concluiu o curso obrigatório para exercer a profissão, em 2010, na Federação Mineira de Futebol (FMF), na qual permanece em atividade.

Hoje, Murilo contabiliza vários trabalhos na entidade, destaque para o jogo entre Cruzeiro (3) x Vila Nova (2), de 20 de março, 2016. Na partida realizada no Mineirão, o jovem são-joanense foi o quarto árbitro. Como sonhar não custa nada, o profissional visa voos mais altos. Dentre eles, ser o dono do espetáculo na maior competição de futebol do planeta. “Meu sonho é apitar uma final de Copa do Mundo. Todo árbitro tem esse desejo, mas eu sou muito realista, acho pouco provável. Acredito muito em Deus; e tem coisas boas guardadas para mim. Mas meu sonho imediato é entrar para Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ”, almejou Misson.

Se disputar uma Copa do Mundo ainda parece algo distante, Misson conseguiu viver outras emoções reservadas pela carreira. Ano passado, trabalhou em jogos da Taça BH. “Foi uma sensação muito boa. Eu quase apitei a final entre Corinthians x Flamengo, mas escolheram outro, e eu fui o quarto árbitro. Foi uma sensação como a de estreia”, finalizou.

Para o ex-jogador de futebol profissional e agora treinador do Social na Escola de Futebol André Luís e Cláudio Caçapa (ALCCA), André Luís, que recentemente levou cinco atletas para Europa, Murilo tem tudo para se tornar um árbitro a nível de Campeonato Brasileiro. “Ele apitou dois jogos nossos, um na Taça BH e outro no Mineiro. É um árbitro que se impõe no início do jogo. Acho que ele atuou muito bem nessas partidas. Espero que em breve possa disputar jogos do Brasileirão, porque condições ele tem”, afirma.

A equipe entrando no Mineirão. FOTO: Arquivo Pessoal/Murilo Misson
A equipe entrando no Mineirão. FOTO: Arquivo Pessoal/Murilo Misson

No dia 30 de abril, o árbitro foi escalado para ser o juiz principal na partida do Mineiro Sub-20 entre América MG X Atlético, no Independência.

Com a bola nos pés

Nos tempos de boleiro, Murilo chegou a disputar o Mineiro sub-20 pelo Fabril, de Lavras, e também jogou em alguns times em São João del-Rei. Segundo o zagueiro Deivison, com quem formou dupla de zaga no São Caetano, o árbitro Misson tinha um espírito de liderança natural e chegou no clube com ótimas credenciais, após ter feito uma boa temporada pelo Minas.

 

TEXTO/VAN: Diego Cabral

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: