Foto: Divulgação

Após preparação para o Enem, escolas de SJDR esperam bons resultados

Instituições de ensino, bem conceituadas no exame anterior, utilizaram várias estratégias para conseguirem sucesso também neste ano 

Foto: Divulgação
Provas serão realizadas neste fim de semana. Foto: Divulgação

Acontece neste fim de semana, nos dias 24 e 25, as provas do Exame Nacional do Ensino Médio. Além de avaliar a qualidade do ensino médio no país, o Enem, que este ano contou com 7.746.057 inscritos,  é a principal porta de entrada para o ensino superior no país.

A aluna do 3º ano da Escola Basílio da Gama, Lady Fernanda, que fará o exame pela primeira vez, disse que não fez um preparo intensivo para a prova. “Estou estudando somente com os simulados da escola, mas sei da importância da avaliação para alcançar a universidade e me formar na profissão desejada” conta.

ENEM

Arte: Laila Zin
Edição de 2015 do ENEM sofreu mudanças. Arte: Laila Zin

A provas contém 90 questões de Ciências Humanas, Ciências da Natureza e suas tecnologias no primeiro dia e, no segundo, mais 90 perguntas sobre Linguagens e Códigos, Matemática e suas tecnologias, além de uma redação de modelo dissertativo-argumentativo sobre determinado tema. Criado em 1998, desde 2013 a avaliação foi adotada pelas universidades federais como principal forma de ingresso no ensino superior, por meio de programas como o Sisu, e, em universidades privadas através do Prouni e do FIES.

Segundo o professor de Matemática do Cursinho Frei Seráfico, Thiago Azevedo, essas mudanças modificaram totalmente o ensino: “O vestibular tinha um estilo de questão mais específico, de cobrança e de quantidade de questões. Agora, o aluno faz 45 questões contextualizadas e problematizadas”.

O exame também serve para avaliar a qualidade do ensino médio no país, além de oferecer certificação desse ensino para jovens maiores de 18 anos. O Enem ainda está ligados aos programas de intercâmbio do governo, como o Ciência Sem Fronteiras. 

Thiago defende um dinamismo dentro da sala de aula, para que o aluno aprenda as disciplinas com mais leveza. Segundo o professor, o estudante que vem para o cursinho adquire uma certa maturidade, o que facilita no processo de aprendizagem: “Você consegue ter uma dinâmica diferente da sala de aula tradicional e envolver mais os alunos”, completa.

São João del-Rei no Enem

Em São João del-Rei, algumas escolas como o Centro Educacional Frei Seráfico e a Escola Estadual João dos Santos sempre foram referências em bons resultados na prova. Na edição de 2014, o CEFS alcançou a 10º posição, em âmbito nacional, na redação, com uma média de 836,3 pontos, liderando o ranking em SJDR. Já a Escola Estadual João dos Santos ficou entre as cinco melhores da cidade, ocupando a 23º posição dentre as instituições públicas mineiras. (Confira a matéria completa clicando aqui).

Conforme acredita a vice-diretora da escola estadual, Cristina Haddad Lima, “A preocupação em dar um bom conteúdo nas salas de aula, em que o aluno aprenda de forma gradativa e completa, é o caminho para o sucesso no Enem”, explica.

A inserção de questões do modelo do Enem nas provas, a realização de simulados e atendimentos fora do horário regular para esclarecer dúvidas são estratégias dos professores do ensino público para auxiliar os alunos na preparação para o exame.

Na Escola Estadual Garcia de Lima, a vice-diretora Rosana Giarola conta que também foram realizadas parcerias com a Universidade para a motivação dos alunos, trazendo estudantes da graduação de vários cursos para ajudá-los no discernimento da escolha profissional: “Estamos com uma boa aprovação no Enem, a maioria dos nossos alunos estão nas universidades federais”.

Quando o ensino básico é precário, a situação precisa ser contornada. Por isso, o aluno do Frei Seráfico, Michael Augusto, conta que “optou por fazer cursinho, pois não teve aprendizado suficiente para conseguir fazer a prova”. Augusto ainda diz que, além do que aprende lá, estuda, exteriormente, com os amigos.

Já que o futuro profissional está em jogo, uma tensão antecede o período das provas. Com isso, de acordo com os professores, uma alimentação leve, uma boa noite de sono e a convivência com amigos e a família são recomendadas aos candidatos nas vésperas do exame. Dar continuidade a rotina, de forma leve, é muito importante. O Cursinho Frei Seráfico vem com uma proposta diferente no dia anterior ao exame, realizando um evento de quebra de rotina, como uma brincadeira.

Para saber mais informações sobre a prova, acesse o site enem.inep.gov.br .

Foto: Ministério da Educação/Divulgação
Foto: Ministério da Educação/Divulgação

TEXTO/VAN: GRAZIELA SILVA E SABRINA KELLY

Deixe uma resposta