Athletic (branco) e Cruzeiro (azul) enfrentaram-se neste sábado. FOTO/VAN: João Vitor Bessa

Athletic é goleado pelo Cruzeiro no Mineiro sub-20

São-joanenses não resistem à equipe celeste e perdem por 5 a 1

Na tarde desse sábado, 27, o estádio Joaquim Portugal, em São João del-Rei, recebeu o confronto entre Athletic e Cruzeiro. Válida pela quinta rodada da fase hexagonal final do Campeonato Mineiro sub-20, a partida terminou com vitória esmagadora da equipe celeste: 5 a 1.

Athletic (branco) e Cruzeiro (azul) enfrentaram-se neste sábado. FOTO/VAN: João Vitor Bessa
Athletic (branco) e Cruzeiro (azul) enfrentaram-se neste sábado. FOTO/VAN: João Vitor Bessa

Em campo se enfrentaram duas equipes que passavam por momentos distintos. De um lado, o Athletic, que há três partidas não vencia no campeonato e, por isso, agora ocupa a quarta posição. Do outro, o Cruzeiro, que havia vencido três três das quatro partidas anteriores e dependia de uma simples vitória para chegar à liderança.

Momentos antes do início da partida, o treinador do Athletic, Beto, falou à VAN. De acordo com ele, os jogos contra equipes tradicionais são um grande desafio e são decididos nos pequenos detalhes. Relembrando a partida anterior, em que sua equipe foi derrotada em casa pelo Atlético Mineiro, Beto insiste que seu time deveria aproveitar melhor as chances criadas.

O jogo

Durante os 15 minutos iniciais, o jogo desenhava-se bastante aberto. As duas equipes demonstravam certo nervosismo, o que gerou um grande número de passes errados e outros erros bobos. A equipe visitante levou perigo de gol por duas ocasiões, mas foi o Athletic quem parecia melhor. Com as duas equipes pouco inspiradas em campo, a certeza era de que o gol só poderia surgir de jogadas de bola parada ou de algum erro das defesas.

Foi o que aconteceu. Aos 33 min, um jogador cruzeirense foi derrubado no limite da grande área. Falta. Com um belo chute colocado, Raniel abriu o placar para a equipe Celeste. E a equipe do Athletic nem se deu a chance de recuperação. Seis minutos depois do primeiro gol, mais uma vez um jogador do Cruzeiro foi derrubado no limite da grande área. Raniel foi para a bola de novo e marcou de novo: 2 a 0.

Com direito a bandeirão e sinalizadores, a torcida visitante marcou presença no estádio Joaquim Portugal. FOTO/VAN: João Vitor Bessa
Com direito a bandeirão e sinalizadores, a torcida visitante marcou presença no estádio Joaquim Portugal. FOTO/VAN: João Vitor Bessa

As duas equipes voltaram para o segundo tempo com posturas diferentes. O nervosismo da primeira etapa foi deixado no vestiário, e jogadas melhor trabalhadas começaram a surgir. O Athletic tentava correr atrás do prejuízo, mas parecia impotente frente um Cruzeiro que era bastante superior.

Aos 16 min de jogo, o ponta Ricardinho perdeu uma ótima chance de gol. Após cruzamento pelo lado direito do ataque, o jogador subiu sozinho, mas cabeceou por cima do gol. O goleiro Lucão reiniciou o jogo e, com passes rápidos, o Cruzeiro chegou ao ataque. A bola encontrou os pés de Andrey, que penetrou a defesa adversária com dribles rápidos e curtos. A bola parecia grudada em seus pés. Quando se aproximou da grande área, chutou forte para estufar as redes adversária: 3 x 0.

O terceiro gol tirou do Athletic qualquer esperança de conquistar algum ponto naquela partida. As mudanças que o treinador Beto aplicou a sua equipe surtiram efeito, mas já era tarde demais. O empate estava distante, mas o gol de honra chegaria oito minutos depois. Após jogada individual pelo lado direito de ataque, Jonas lançou Ricardinho, que foi derrubado na grande área. Pênalti. Guilherme Teixeira foi para a bola e marcou aquele que seria o único gol de sua equipe.

Embalado pela sua torcida, que marcou presença no estádio, o Cruzeiro ainda encontraria tempo para marcar mais dois gols. Aos 26 min, Thonny Anderson iniciou um rápido contra-ataque, que encontrou a defesa adversária totalmente exposta. O ponta-esquerda teve apenas o trabalho de tirar a bola do goleiro. Vitinho marcou o seu gol aos 39 min. A partida encerrou-se em 5 a 1 para os cruzeirenses.

Pós-jogo

De acordo com o treinador Beto, o resultado foi injusto. O comandante do Athletic lamentou o mau dia de seus atacantes e afirmou que os dois gols sofridos no primeiro tempo afetaram negativamente seus jogadores. Camisa 18 da equipe são-joanense, Jonas reforça o que disse seu treinador: “O placar não condiz com o que foi o jogo. Mas o futebol é assim, vence quem mata o jogo primeiro”.

Treinador do Cruzeiro, Maros Valadares elogiou a capacidade de sua equipe de manter um estilo de jogo ofensivo durante a partida. Valadares, no entanto, reforça que a baixa qualidade do gramado prejudicou as duas equipes igualmente. Lucão, goleiro cruzeirense, reforça a importância do apoio vindo da arquibancada: “Viemos jogar fora de casa, e eles vieram nos apoiar. A torcida é importante, joga junto da gente”.

Com os resultados desta quinta rodada do Campeonato Mineiro sub-20, o Athletic está na 4ª colocação, com 5 pontos ganhos. Com a vitória, o Cruzeiro chegou aos 12 pontos, assumindo a liderança.

TEXTO/VAN: João Vitor Bessa

Deixe uma resposta