O fluxo intenso de caminhões, aliado à falta de acostamentos da rodovia, faz com que motoristas realizem ultrapassagens perigosas FOTO: Jornal de Lavras

Audiência Pública pede duplicação da BR-265

O fluxo intenso de caminhões, aliado à falta de acostamentos da rodovia, faz com que motoristas realizem ultrapassagens perigosas FOTO: Jornal de Lavras
O fluxo intenso de caminhões, aliado à falta de acostamentos da rodovia, faz com que motoristas realizem ultrapassagens perigosas FOTO: Jornal de Lavras

O trecho da BR 265 que que liga São João del-Rei a Lavras, tem preocupado moradores e motoristas na região que ela corta.  Em uma publicação, emitida pela Secretaria de Estado e Defesa Social, em agosto de 2015, a rodovia foi considerada  a terceira rodovia mais perigosa de Minas Gerais.

Indignados com essa situação, moradores da cidade de Itutinga e região uniram-se para pedir a duplicação da via. Assim, criaram o movimento “Somos Todos Vítimas da BR-265”, organizado pelo doutorando em química orgânica e biológica pela Universidade de São Paulo (USP), Daniel Gedder, que organizou o abaixo assinado “O ASFALTO COBERTO DE TRISTEZA E DOR“, que já conta com quase 6 mil assinaturas. Segundo ele, o objetivo é “coletar o maior número possível de assinaturas para exigir das autoridades responsáveis a duplicação da BR265 e conscientizar a população”, conta.

A professora de Administração do IPTAN e professora substituta na UFSJ, Kelly Torres, acredita que a duplicação por si só não resolverá a situação, pois é preciso trabalhar também a conscientização dos motoristas e a fiscalização. “Infelizmente sabemos que as causas de acidentes não são somente a estrutura da rodovia, mas com a duplicação teremos melhores condições de trânsito”, afirma.

FOTO: Arnaldo Agria Huss
FOTO: Arnaldo Agria Huss

A falta de acostamento foi outro problema apontado juntamente com as pistas estreitas. “Como os pontos de ultrapassagem são poucos, os motoristas se arriscam em ultrapassagens perigosas já que tem que lidar com caminhões carregados e lentos”, conta Torres.

Entretanto, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) afirma em nota, atualizada na última segunda-feira, 2, que o trecho entre a rodovia MG-451 e BR-354, que liga Itutinga a Lavras apresenta “boas condições de trafegabilidade. Sinalizações vertical e horizontal em bom estado” e o classifica como “boa viagem”.

Discordando do parecer do DNIT e visando discutir maneiras de evitar futuros acidentes e outras formas de melhoria da rodovia será realizada uma Audiência Pública na Câmara Municipal de Itutinga amanhã, às 10h da manhã. O evento espera contar com a presença da população e de órgãos públicos e privados interessados.

 

TEXTO/VAN: Rebeca Oliveira

Deixe uma resposta