Banda são-joanense “Saguaros” apresenta seu primeiro trabalho autoral

Integrantes pretendem lançar primeiro álbum com 13 composições próprias até o final do ano

 

A banda de Heavy Metal “Saguaros”, composta por quatro professores da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), quebrou todos os clichês do estilo em show realizado na tarde do último sábado, (7). O evento começou às 17:30h, no espaço Pizzaria Raro, no distrito de Águas Santas-MG. Após o show, o palco ficou livre para aqueles que tivessem o desejo de tocar e cantar.

Os professores Bruno Amarante, do curso de Artes Aplicadas, na bateria; Diego Mendes, do curso de Educação Física, na guitarra; Luciano Rivaroli, do curso de Ciências Biológicas, no vocal; e Paulo Caetano, do curso de Comunicação Social – Jornalismo, no baixo e backing vocals, formaram a banda no ano de 2017. O projeto concretizou-se em ocasiões inusitadas, segundo os próprios integrantes: um natal, um velório e a ocupação dos estudantes.

De acordo com Diego, o início da banda se deu em uma data pouco inspiradora para o metal, que foi no natal. “Bruno e eu nos conhecemos em uma festa de escola das crianças e, papeando, vimos que tínhamos muito em comum e mais ou menos uma história muito similar.” explica.  “O Bruno lembrou-se do Paulo. Paulo e eu passamos uma noite em um velório negociando um som”, relembra rindo. “Posteriormente houve o ingresso do Luciano e decidimos fazer um som na ocasião da greve do ano passado, em que teve a ocupação dos estudantes na Universidade”, conclui.

Vocalista Luciano. – Foto/VAN: Yasmim Nascimento

Com um estilo que remete ao começo da história do Heavy Metal, os músicos pretendem cantar em português. Porém, este é um grande desafio, uma vez que o gênero teve início nos Estado Unidos  e na Inglaterra, carregando consigo a característica de ser cantado na língua inglesa. “Tem um pouco a ver com a estética mesmo, com o estilo, tanto que bandas como Sepultura, que é nacional, cantam em inglês”, afirma Diego. “É muito difícil essa transição com a letra em português. Tem algumas bandas que experimentam isso, mas muitas vezes não soa bem ou a letra parece não dialogar.” esclarece Paulo Caetano.

Quando questionados sobre o nome do conjunto, os professores explicaram que Paulo Caetano tinha certo encanto pela palavra “Saguaro”, que soa bem em português. O Saguaro é um grande cacto típico da América do Norte e América Central. Ele é praticamente a única fonte de água do deserto. “Acho que simboliza muito o Heavy Metal. Uma planta que é aparentemente asquerosa, espinhosa, que está nas condições mais adversas, como o metal é na música nacional até hoje. Porém, por dentro é fonte de vida.” salienta Diego.

A primeira composição autoral carrega o mesmo nome da banda. A professora  do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFSJ, Fernanda Nascimento Corghi, expressou sua opinião em relação ao trabalho dos colegas. “A música estava carregada de informação. Tinha uma harmonia, um respeito a pausa e essa informação que ficou muito nítida quando tocaram. Eu senti um momento criativo  potencial e nesse dia de hoje foi muito importante a energia da música”, disse.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O repertório do Saguaros é constituído majoritariamente por covers de bandas dos anos 60, 70 e 80, que, para os integrantes, são referências, como Black Sabbath, Motorhead, Accept, Slayer, dentre outros nomes. Até o final de 2018, o conjunto pretende lançar um álbum com 13 composições autorais.

 

Texto/VAN: Yasmim Nascimento
Foto/VAN: Yasmim Nascimento

Deixe uma resposta