Café Literário comemora centenário de Vinícius de Morais

A equipe da Escola Estadual Afonso Pena Júnior, da cidade de São Tiago, realizou, recentemente, mais a 4ª edição do projeto Café Literário. Este ano, além das atividades do evento, comemorou-se os “100 anos de Vinícius de Morais” e foram feitas homenagens a personalidades são-tiaguenses com a publicação de um livro de biografias pesquisado pelos alunos do 8º ano do Ensino Fundamental da Instituição.

A abertura do evento se deu às 16h, com a exposição de livros no prédio da escola, seguida de inúmeras atividades, como contação de histórias por alunos da escola, sarau “A Arca de Noé”, Contos e Encantos, “Causos são-tiaguenses”, lançamento do livro “Memórias” pelos alunos dos 8º anos, premiações “Leitores para a vida e não somente para a Literatura”, sarau “A Arte do Encontro”, teatro “Menino do Dedo Verde” (participação dos alunos da Escola de Educação Especial – APAE) e teatro “Passando o Tempo”.

As professoras de Língua Portuguesa Helena Marques e Walquíria Ângela Barros, que estão no projeto “Café Literário” desde a sua primeira edição em 2009, disseram que, a princípio, o projeto visava a possibilidade de despertar o gosto pela leitura nos alunos do PAV – Projeto Acelerar para Vencer.  Nesse mesmo ano, a escola recebeu uma verba para a aquisição de livros de Literatura a fim de atender à demanda desses alunos. A equipe pedagógica da escola e professores de Português decidiram, então, proporcionar um momento para a apresentação do material adquirido e, assim, lançaram mão de diferentes estratégias para atingir o público-alvo. “Foi disponibilizado um dia de aula nos três turnos com a exposição dos novos livros, declamações de poemas, contação de histórias e troca de experiências literárias com escritores são-tiaguenses. O evento [contou com] uma farta mesa de café com biscoitos, articulando o prazer da degustação e o prazer da leitura, além de propiciar uma interação com a cultura local”, enfatizam as professoras. 

Walquíria disse ainda que a execução do projeto naquela época foi muito importante para o desenvolvimento da leitura e escrita dos alunos. “A partir do projeto, surgiu o ‘Momento de Leitura’, onde todos os alunos da escola, no último horário da sexta-feira, param suas atividades para lerem diversos gêneros que são previamente selecionados de forma alternada pelas professoras de ensino e uso da biblioteca. Anos depois, sua visibilidade ganhou destaque, alcançando toda a comunidade, através da ênfase ‘Leitura além da Escola’, que culminou no recolhimento de livros pela cidade através de outro projeto desenvolvido pela escola: a Gincana Cultural, com o objetivo de serem organizadas em espaços públicos (postos de saúde, secretarias municipais, consultórios e no Forno da Praça) pequenas bibliotecas, onde pessoas pudessem ler e, os que tiverem o desejo de continuar a leitura, pudessem levar para a casa e devolver no local onde pegou”, conclui Walquíria.

Para Ana Luiza Vieira Morais, aluna do 7º ano, participar do Café Literário tem grande importância para ela e para seus colegas, pois incentiva a leitura, a aprendizagem e o trabalho em equipe. “É também uma forma de participar de projetos da escola, incentivando a comunidade a ler”, afirma a aluna.
Segundo a vice-diretora da instituição Daniela de Fátima Barbosa do Vale, a escola ganha e muito na execução do projeto Café Literário. “No sentido de resgatar nossa cultura e desenvolver nos alunos o gosto pela leitura, através de práticas recreativas e prazerosas que vão além do ambiente da sala de aula”, declara Daniela.
    
De acordo com o funcionário público e ex-prefeito da cidade Denílson Reis, este é um encontro marcante onde se reúnem gerações e que traduz o que a cidade tem de bom. “O que estamos vendo aqui é um encontro de diversas gerações e também diversos grupos sociais,  [como] estudantes, professores, donas de casa, pessoas em geral. O legal do evento é que estão traduzindo aquilo que nós somos. E, aqui, nós vemos de fato o reflexo do que é essa terra. Muita cultura, muita união, muita alegria, muito trabalho. E ao final, essa bela mesa de café com biscoito”, afirma Denílson.

DESTAQUES ESPECIAIS

Dias antes do evento, alunos fizeram trabalhos referentes à comemoração e homenagem ao centenário do poeta Vinícius de Morais. Todo o material produzido, como poemas, desenhos, varais de leitura, foram expostos por todo o ambiente na escola.    

A maioria dos familiares dos 21 biografados compareceu ao evento para registrar, junto aos alunos, funcionários e comunidade, o lançamento do livro “Memórias”.

VAN/Marcus Santiago
Foto: Marcus Santiago

Deixe uma resposta