Projeto Rua de Lazer traz diversão para o distrito do Rio das Mortes

No dia 15 de junho, no distrito Rio das Mortes aconteceu o evento Rua de Lazer, um dos projetos da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer. O objetivo é levar diversão e cultura aos bairros e distritos da cidade. O evento contou com diversas atividades, dentre elas oficina de tapete de rua, cama elástica, pintura recreativa, roda de capoeira, torneio de truco. Também houve distribuição de pipoca e algodão doce para o público.

A Rua de Lazer levou cerca de 80 crianças e jovens para as ruas da comunidade. Esse evento já havia acontecido nos Bairros de São Geraldo e São Dimas, em São João del-Rei. A ideia original é que todos os bairros, distritos e povoados possam participar deste projeto.

De acordo com o Secretário Municipal de Agricultura e Abastecimento, Rogério Bosco da Silva, um número significativo de crianças e jovens participaram do evento. “As crianças tiveram uma tarde incomum da sua rotina, no qual a prioridade foi à brincadeira e alegria. Essas atividades tem um grande valor, pois podem levar as crianças e os jovens do nosso distrito a participar de atividades recreativas e de brincadeiras saudáveis”, relata. 

Para os mais velhos aconteceu um pequeno torneio de truco, que fez a diferença na tarde deles. Outra atividade que foi realizada e chamou bastante à atenção do público foi a roda de capoeira. Através de suas músicas, danças e golpes de luta encantaram e arrancaram aplausos da platéia.

A coordenadora de Lazer, da Secretaria de Cultura, Michele Juliana Carvalho Sena conta, que o projeto apresenta uma programação plural e diversificada, que funciona como incremento para a qualidade de vida da população. “Este projeto atende ao programa Esporte e Lazer da Cidade e tem a meta de suprir a carência de políticas públicas e sociais. O ideal é proporcionar atividades lúdicas, interação, participação e bem estar social aos diversos bairros e distritos de São João del Rei”, afirma.

“É bom termos uma opção de tarde diferente, estou gostando bastante dessa oficina de tapete de rua, pois gosto de desenho e posso com os tapetes enfeitar a rua para a procissão de hoje”, disse o jovem Juliemerson de Paula, de 15 anos, morador da comunidade.
 

VAN / Willian Carvalho; Léo Oliveira
Foto: Willian Carvalho

Deixe uma resposta