Skip to main content
1

Comerciantes de SJDR apostam na Semana Santa apesar da crise

Considerada uma das mais tradicionais no
Brasil, a Semana Santa em São João del-Rei movimenta todos os setores da
cidade, entre eles o da economia. Por ser uma cidade histórica tradicional em
se tratando de religiosidade, SJDR atrai pessoas de vários lugares do país.
Esses turistas movimentam a economia local com compras de artigos religiosos e
turísticos, com hospedagens em hotéis, pousadas e também com a procura pelos
vários restaurantes da cidade.
A Prefeitura tem a estimativa de receber até 30
mil visitantes  durantes os dias de
evento. A instituição apoia as missas e demais programações das igrejas que se
localizam na zona urbana e rural; além disso, a Feira Mineira de Artesanato,
que acontece entre os dias 2 e 5 de abril, das 10h às 22h,  promove significativa circulação de turistas.
Os visitantes também são atraídos para a cidade pela missa de Ofício de Trevas,
que é toda realizada em latim nos moldes antigos.
A programação da cidade conta com missas na
Igreja São Francisco de Assis, na Catedral Basílica Nossa Senhora do Pilar, nas
Paróquias São João Bosco,  São Judas
Tadeu e  Senhor Bom Jesus do Matosinhos.
Há também a confecção dos tapetes de rua produzidos no largo de São Francisco,
local por onde as procissões passam.
Todas essas atrações são procuradas pelos
turistas que acabam se encantando com a cidade e com o seu patrimônio religioso
e histórico. Os que ganham com isso, além da cidade, são os comerciantes de souvernirs
e artigos religiosos, cuja procura aumenta nesse período festivo religioso.
Com a crise econômica, a busca por vagas em
hotéis caiu bastante em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com
Alessandro de Almeida, funcionário do hotel Calcinfer, o estabelecimento faz
uma preparação especial dos funcionários para o atendimento aos hóspedes.
De acordo com a administração da rodoviária da
cidade, em datas como essa, tem-se um aumento da segurança devido ao grande
fluxo de pessoas que chegam à cidade. Algumas viações de ônibus estão
preocupadas, pois até a presente data não houve grande procura de passagens,
dispensando assim, um aumento significativo da frota. Entretanto, os
funcionários afirmaram que as empresas estão preparadas para viagens de última
hora.
As lojas de estanho acreditam que, apesar da
crise, haverá  procura de seus produtos
nesse feriado. A comerciante Clarisse Nascimento contou estar com baixa
expectativa para as vendas, mas que seu estoque está preparado para o feriado.
Já a comerciante de artesanatos, Eunice Pereira, afirmou estar bem otimista
apesar da crise. “Se não mantiver a expectativa pode ser pior, temos que
pensar positivo”.

 

Texto:
Carolina Monteiro
Colombi/ VAN
Foto: Carolina Colombi

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: