Comunidades da Jaguara e Palmital são reconhecidas como Quilombos

As comunidades Jaguara e Palmital são agora, oficialmente, comunidades quilombolas.  Elas receberam, no dia 24 de novembro, a certificação oficial da fundação Palmares e foram intituladas Quilombolas em publicação no Diário Oficial da União. Situadas no município de Nazareno, as comunidades somam cerca de 210 moradores que, agora, terão mais direitos e sua identidade reconhecida.

A certificação aconteceu durante a visita de professores e alunos da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) e contou com a presença da assistente social de São João del-Rei Merelane Emanuele Cardoso, bem como do prefeito de Nazareno João Caetano Leite, da secretária de cultura da cidade Betânia Oliveira e do secretário de Obras de Nazareno  Venerando Gualberto, que até então era responsável pela administração dos quilombos.

O fato teve colaboração importante do projeto “História e Cultura Africana e Afro-Brasileira: Curso de Educação Continuada para Professores de Ensino Médio, Fundamental e Extensão nas Comunidades Quilombolas”, criado pelo professor do Departamento de Ciências Sociais (Decis) da UFSJ Manuel Jauará. Desde 2003, o projeto trabalha a memória cultural das comunidades e busca melhorias para as pessoas que vivem nelas. Para Jauará, o reconhecimento é uma grande conquista. “Essa é uma etapa que nós construímos junto à comunidade. A próxima será organizar o funcionamento da Associação Quilombola”, conta.

Para decidir as novas diretrizes, foi convocada uma Assembleia Geral para eleger os líderes comunitários e definir as prioridades, como saneamento e saúde, ainda precários na região. Além disso, enfatizou-se a importância de se resgatar a memória cultural local para maior consolidação do grupo como quilombo.

Integrante do projeto e moradora da região, a adolescente Valéria se diz orgulhosa do acontecimento. “Antes tínhamos vergonha de morar em um lugar sem identidade. As futuras gerações não vão precisar sentir o mesmo”, diz satisfeita.
VAN/Mayara Mateus
Foto: Mayara Mateus

Deixe uma resposta