Jogadores do Cruzeiro festejam o título e provocam o rival

Cruzeiro conquista o Quadrangular de futebol sub-20

Na partida de encerramento, time celeste venceu os rivais atleticanos

Cruzeiro e Atlético protagonizam clássico com bom futebol
Cruzeiro e Atlético protagonizam clássico com bom futebol

Na manhã deste domingo,  dia 14, o estádio Joaquim Portugal recebeu a última rodada do torneio Quadrangular de futebol sub-20. Após empate de 1 a 1 entre o time da casa e o Botafogo, o Cruzeiro venceu o Atlético Mineiro por 1 a 0 em partida histórica para o futebol são-joanense.

Testar sua equipe contra três fortes adversários, a menos de um mês da estreia no Campeonato Mineiro sub-20, era o grande objetivo do Athletic no torneio quadrangular. Nas três partidas disputadas, perdeu para o Atlético Mineiro por 2 a 0 e empatou com Cruzeiro e Botafogo por 1 a 1.

Falando à VAN antes da partida, o treinador do Athletic, Guilherme Marchi demonstrou satisfação com a atuação de sua equipe: “Em questão de avaliação dos jogadores e de evolução tática, o desempenho tem sido bem positivo”, afirma. Comandante do Botafogo, Fellipe Lucena destaca os pontos positivos de sua participação: “O resultado fica em segundo plano. Fica a maturidade e a competitividade adquirida pelos meninos”, declara.

Athletic x Botafogo

Às 08h41min, a bola rolou pela primeira vez no Joaquim Portugal. De um lado, os donos da casa, que entraram em campo com força total; do outro, um Botafogo que veio a campo com elenco alternativo. A qualidade do confronto foi bastante questionável. As duas equipes apresentaram pouca consistência tática, o que dificultou o caminho até o gol e tornou o primeiro tempo um tanto sonolento.

Na segunda etapa, o Athletic mudou sua postura em campo, avançando a marcação, pressionando a saída de bola adversária e, consequentemente, conquistando o controle da partida. A pressão surtiu efeito, e aos 11min o zagueiro Guilherme marcou o primeiro gol da partida, com chute de falta a meia altura. No entanto, Enrico evitou a derrota botafoguense, empatando a partida aos 39min.

Autor de um dos gols, Guilherme avalia o desempenho de seu time no torneio: “Foi até surpreendente. O time mostrou que pode bater de frente [com times grande]”, contou o capitão do Athletic. Meio-campo do Botafogo, Motta foi curto e direto ao descrever a atuação de sua equipe: “Ruim. O Botafogo é grande, e a gente sempre tem que entrar para ganhar”, declarou.

Cruzeiro x Atlético

Cruzeiro e Atlético Mineiro protagonizaram o primeiro clássico mineiro já disputado em São João del-Rei. A partida atraiu bom público ao estádio, e as torcidas organizadas de cada equipe marcaram presença. O destaque negativo fica para a torcida do Atlético Mineiro, que entoou o grito homofóbico de “Bicha!” sempre que o goleiro adversário batia um tiro de meta.

Comandante do Atlético Mineiro, Ricardo Resende define um ponto positivo do torneio: “Tem sido uma boa oportunidade para observar os que jogam menos, e eles têm jogado bem”, afirma. Treinador do Cruzeiro, Emerson Ávila reforçou a importância do torcedor para a equipe: “A gente fica feliz em ver a torcida. Normalmente vemos meia dúzia de gatos pingados na arquibancada”, disse à VAN após o jogo.

Em campo, viu-se uma boa partida de futebol. Cruzeiro e Galo apresentaram versatilidade tática e força ofensiva. Foi uma partida de grande intensidade. Contudo, por conta da solidez defensiva das equipes, as melhores chances do primeiro tempo surgiram em jogadas de bola parada.

O único gol da partida foi marcado pelo atacante cruzeirense João Luiz, aos 13 min da segunda etapa, momento do jogo em que a equipe celeste tinha total controle da partida. Uma vez inaugurado o placar, o ritmo da partida diminuiu. O Cruzeiro passou a administrar a vitória e o Atlético não foi capaz de alcançar o gol de empate.

Capitão do time derrotado, Pedro ressalta a que desgaste físico interferiu no resultado: “A maioria dos jogadores teve cãimbras. A maior dificuldade que sentimos foi física”, explica. Lateral do time campeão, Victor Luiz lembra da importância da torcida: “A torcida nos apoia, nos empolga. Este título é para eles”, afirma.  

Ao final do Quadrangular, dois jogadores do Cruzeiro foram premiados. Jonathan recebeu o prêmio de goleiro menos vazado e Thonny Anderson foi eleito o melhor jogador do torneio. Atacante do Atlético Mineiro, Lucas foi o artilheiro do campeonato.

Texto/VAN: João Vitor Bessa

Fotos/VAN: Marcos Coelho

Deixe uma resposta