20170603_103503

CSA é palco do V Torneio de Xadrez

Competição visa promover a confraternização entre as pessoas por meio do jogo

20170603_103553

Idealizado e organizado pela PET Engenharia Mecânica, o “Del Rei Xadrez” é um evento que acontece anualmente no Campus Santo Antônio (CSA) da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ). O Projeto possui parcerias com a Prefeitura, a Câmara de Vereadores, a Secretaria de Esportes e o comércio local. Já em sua quinta edição, a competição que aconteceu no último sábado (03) teve o objetivo, assim como as edições anteriores, de provocar o interesse e conscientização da comunidade para importância do xadrez, além  de ajudar uma Instituição de Caridade de SJDR com doações de leite arrecadado na confirmação da inscrição para o torneio. Todos da região podem participar seguindo as instruções no edital.

O evento teve a participação de 40 competidores que puderam jogar protegidos do sol pois, foram montadas barracas no pátio do campus. Na metade da competição, houve uma pausa para um coffee break, quando competidores e produção puderam descansar e, logo em seguida, voltar às partidas. Foram 6 rodadas de 15 minutos de reflexão para cada jogador, totalizando 30 minutos por partida. Cada vitória valia um ponto, sendo que a derrota não atribuía pontos e o empate apenas meio ponto. O torneio começou às 9h e terminou por volta de 12h com o anúncio dos vencedores e as premiações.

Os 5 primeiros colocados formaram o pódio, sendo o competidor Luiz Paulo,  professor do departamento de Filosofia da UFSJ, o grande vencedor da competição, levando para cara o troféu de primeiro lugar. “Foram boas partidas, com adversários que colocaram dificuldades, então estou muito contente com o resultado”, disse sorridente com o troféu em mãos. Seguindo Luiz Paulo no pódio veio Jean Pietro (2°), Arnaldo Alves (3°), Maicon Douglas (4°) e Keven Antony (5°).  

Para o organizador Plínio Pacheco, instrutor e treinador desse milenar jogo de tabuleiro pela Federação Mineira de Xadrez, o torneio melhorou muito desde sua criação: “A gente veio evoluindo passo a passo. Do primeiro torneio até hoje nós fomos evoluindo em alguns quesitos, por exemplo, hoje a gente conseguiu oferecer um coffee break (…). Nós fomos angariando a oportunidades de premiações também, como medalhas, troféus e brindes.” A organizadora Letícia que também foi responsável, junto ao organizador Jaber, pelo credenciamento dos jogadores e contagem de pontuação, comemora a evolução do torneio e destaca a influência da data na quantidade de competidores: “Está cada vez melhor. Cada vez tem mais inscritos. Agora que foi uma edição no sábado teve muito mais, teve gente de Barbacena, de Barroso, já que dessa vez não tem aula.”

Criado na Índia por volta do século VI e popularizado pelos nobres durante toda a História, o jogo é muitas vezes associado às classes mais favorecidas. Plínio reforça que o xadrez é um jogo sem amarras sociais: “Ainda existe um certo tabu, que a própria sociedade que cria, de que xadrez é só pra elite, xadrez é só para quem tem alto nível de inteligência.. Xadrez é para todos. Todo mundo que tiver vontade consegue aprender xadrez.”

Reprodução Facebook
Reprodução Facebook

Texto VAN: Clara Mattoso

Fotos: Clara Mattoso

Deixe uma resposta