Cursinho popular e PIBID ajudam vestibulandos

Oportunidades gratuitas que incentivam o pensamento crítico são reforços para os estudos

O segundo semestre é marcado para os estudantes como a época de vestibulares e da prova do ENEM, que neste ano será realizada nos dias 5 e 12 de novembro.

 Apesar das dificuldades enfrentadas e do nervosismo, algumas iniciativas buscam melhorar a preparação dos estudantes para as provas, dentre elas o Cursinho Popular Edson Luís, programa de extensão da UFSJ.

 Segundo Luiz Bugarelli, coordenador político-pedagógico no cursinho, professor de história e bolsista do programa, as aulas são ministradas por uma rede de colaboradores: “[Os professores] são em sua maioria, graduandos da UFSJ, jovens voluntários que se identificam com o projeto, com a causa, com a luta”, explica.

 O cursinho é aberto para a participação de toda a comunidade. Entretanto, as vagas são limitadas: trinta alunos são selecionados anualmente. A seleção é feita a partir de avaliação socioeconômica e paridade de gênero (vagas proporcionais para homens e mulheres inscritos).

 Um dos diferenciais do cursinho é o módulo “Encontros Críticos”, no qual são discutidos temas da atualidade, que além de reforçar o pensamento crítico dos alunos, também prepara para a prova da redação.

Alunos no Cursinho Popular Edson Luís. Foto: Comunicação Cursinho Edson Luís

Redação que vale ouro

Estar em dia com os temas da atualidade é fundamental para o bom desempenho na redação do ENEM. O graduando de Engenharia Civil da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Mateus Henrique Sottani Soares, explica que a nota 940 na sua redação fez toda a diferença na sua aprovação.

 “Foi muito comemorada e um fator decisivo para conquista da vaga, uma vez que os cursos da área básica de ingresso das engenharias (ABI-Engenharia) atribuem peso 2 à nota da redação”, informa ele.

Ex-aluno da turma de 2014 da Escola Estadual João dos Santos, Mateus conta que o PIBID  (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência) foi grande ajuda na hora de se preparar. Segundo ele, a multidisciplinaridade era colocada em prática pelos discentes do programa PIBID-Filosofia da UFSJ.

 Além da João dos Santos, o PIBID-Filosofia tem parceria também com a Escola Estadual Governador Milton Campos (Polivalente). O PIBID de cada curso de licenciatura tem suas próprias escolas parceiras.

 A coordenadora do PIBID-Filosofia, Maria José Netto, explica que o programa contribui para a formação inicial de docentes para atuarem na educação básica.

 Nas escolas, são realizadas aplicações de projetos de ensino com temas variados. Em relação aos resultados do PIBID, são apresentados anualmente nos Seminários de Iniciação à Docência, quando são feitos os relatos de experiência.

 “O PIBID é até então a melhor proposta para a formação inicial de professores. Até as dificuldades de diversas naturezas encontradas nas escolas servem para seu fortalecimento. Precisamos avançar mais ainda, estender os benefícios do programa para os outros licenciandos”, conclui Netto.

 Estudantes do Cursinho Popular tem aula que incentiva pensamento crítico. Foto: Comunicação Cursinho Edson Luís

Texto/Vertentes Histórica: Ana Resende Quadros, Elaine Maciel e Talita Tonso

Deixe uma resposta