Skip to main content
FOTO: Divulgação

Dandara: além do dia 20

Movimento Feminista Dandara, impulsiona a reflexão sobre a consciência negra pelos bairros de São João del Rei. As atrações vão dos dias 21 à 27 de novembro

FOTO: Divulgação
FOTO: Divulgação

Dandara. É assim que elas são chamadas, relembrando um dos maiores nomes do feminismo negro: Dandara dos Palmares. O coletivo nasceu em 2013, a fim de colocar em pauta temas das mulheres negras. Ele  se volta durante o mês de novembro para, além de discutir sobre o dia 20, ampliar a interação com a comunidade negra são-joanense.

A Semana promovida pelo Coletivo Dandara, busca poder discutir temas necessários principalmente dentro do processo político atual, como saúde, educação e economia, voltando sempre o olhar para a população negra, especialmente a periférica. Maria Tereza, graduanda de geografia e membro do coletivo, comenta que mesmo com o racismo se reverberando em todas as esferas, há uma necessidade de se falar sobre isso, mostrar a realidade para as pessoas, e é  dessa forma que a Semana Dandara além do dia 20 se faz tão importante para a comunidade.

Meninas do Coletivo Dandara em confraternização. FOTO: Acervo/Dandara
Meninas do Coletivo Dandara em confraternização. FOTO: Acervo/Dandara

“A gente quer discutir a questão negra o ano inteiro, e não somente no dia 20 de novembro”, reflete Jennifer, sobre a importância de  levantar esses temas em outras datas. O evento não conta com nenhum tipo de apoio financeiro por parte de iniciativas privadas ou públicas, e ele acontece entre os dias 21 e 27 de novembro, e conta  com uma festa de encerramento.

Os locais das atrações ainda serão informados, mas a relação da programação completa é encontrada aqui.  A I Semana Dandara além do dia 20 traz a possibilidade de contribuição do movimento feminista negro para  sociedade e da própria comunidade para o coletivo.

 

 

Programação

A I Semana Dandara além do dia 20, traz uma agenda cheia de apresentações, debates, oficinas e performances. O objetivo é integrar a comunidade, tanto para a participação do evento, quanto para promover algumas das oficinas que serão dadas.

A semana é aberta para todos, e a temática será a cultura negra e suas reverberações na sociedade. “A gente quer chamar a população negra de São João del Rei. Chamar doceira, convidar o pessoal da dança de rua, os movimentos que existe na cidade”, comenta Amanda Veiga, responsável pela parte cultural e financeira do evento.

Além disso, o evento proporcionará,  dentro de suas atrações, o primeiro Encrespa São João, que será uma concentração para debater assuntos relacionados à estética do cabelo. A produtora cultural do evento, Jennifer Souza, explica que o objetivo é reunir pessoas negras que querem se empoderar inicialmente através da estética.

Questões  da economia preta também serão temáticas envolvidas no evento, dando espaço para pessoas que sabem fazer  tranças, turbantes, tudo relacionado a cultura  negra. “A intenção é a estética do cabelo, mas claro que dentro disso muitas coisas vão se permeando, vão se costurando”, acrescenta Jennifer.

 

Coletivo Dandara

FOTO: Acervo/Dandara
FOTO: Acervo/Dandara

O coletivo Dandara desenvolve, também, rodas de conversa em escolas secundaristas sobre a questão do feminismo negro. A educação é um dos eixos criados no grupo para conseguir levar às pessoas os assuntos que geralmente não são falados: as questões raciais e de gênero. A semana parte dessa iniciativa, de criar um evento próprio para falar desses temas envolvidos.

 

TEXTO/VAN: Beatriz Estima

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: