Debates e exibições marcam o quarto dia da 21° Mostra de Cinema de Tiradentes

Seminários e debates marcaram o quarto dia do evento

 

O quarto dia da 21° Mostra de Cinema de Tiradentes foi dedicado à exibição de curtas ao longo do dia e o longa Inauditos. As atividades do dia se concentraram nas estruturas do Cine – Tenda e no Cine – Teatro SESI. Elas tiveram início às 11h da manhã e só finalizaram pouco depois da meia noite, com um show.

A programação do dia teve início com o Seminário Encontro com os Filmes, onde foram realizados bate-papos sobre dois filmes. O primeiro a ser discutido foi Fernando, dirigido por: Igor Angelkorte, Julia Ariani e Paula Vilela. O bate-papo contou com a presença do crítico Daniel Schenker e foi mediado pela curadora Camila Vieira. O segundo filme foi Bandeira de Retalhos, dirigido por Sérgio Ricardo. A discussão contou com a presença do crítico Francis Vogner dos Reis, que também foi mediador da apresentação. O seminário aconteceu no Cine – Teatro SESI.

Logo em seguida ao seminário, foi realizado um debate sobre a multiplicidade de estratégias na ficção e no documentário. Foi discutido o papel da realidade nos filmes e como os mesmos a retratam suas produções. Ele foi realizado com a participação do cineasta Adirley Queirós, o realizador cinematográfico Affonso Uchôa e a professora de cinema Patrícia Machado, sendo mediado pela curadora Lila Foster.

O longa exibido, Inauditos, fala sobre a trajetória do o guitarrista Lanny Gordin, um personagem fundamental na história da música brasileira. No filme, Lanny revela o seu processo de composição em uma odisseia pela China, local onde nasceu nascimento, e Brasil, país onde vive. O diretor, Gregorio Gananian, conta que o papel do filme foi para abrir o olhar e a sensibilidade do espectador em relação ao som: “Desde o começo, nas conversas com a Danielly, a roteirista, de que a pessoa saísse um pouco mais sensível com os sons que estão por aí e, quem sabe, que os poros se abrissem.” O filme foi gravado tanto na China quanto no Brasil, apesar de ser de baixo orçamento e com uma equipe reduzida. Apesar das limitações, o diretor encontrou saída na imagem e no enquadramento.

O fim da tarde e a noite foram dedicados à exibição de curtas, todos realizados na Cine – Tenda tanto antes quanto depois da roda de conversa Encontro de Cinema, no SESC Cine-Lounge. A roda contou com a ilustre presença  criadores da TV Globo. O tema da roda foi série Carcereiros, adaptação literária do livro Carcereiros, de Dráuzio Varella. O principal tema da roda foi o diálogo entre cinema e literatura e a experiência de trabalho pensando na multiplicidade de telas. Houve também uma discussão sobre os resultados da produção e planos futuros.

O quarto dia de evento foi encerrado com o show da Dona Jandira, uma artista de 80 anos que encanta a todos com sua voz e que realiza apresentações tanto no Brasil quanto no exterior. Ela e sua banda se apresentaram à meia noite, no SESC Cine – Lounge.

 

Texto/VAN: Clara Mattoso, Sagner Alves, Scarlet Freitas

Deixe uma resposta