Desmatamento compromete a Serra de São José

A Serra de São José, rica em fauna e flora, se localiza entre os municípios de São João del-Rei, Tiradentes, Santa Cruz de Minas, Coronel Xavier Chaves e Prados. Sendo parte da Mata Atlântica, abriga cerca de 50% de todas as libélulas que existem no estado de Minas Gerais e cerca de 18% de todas as espécies de libélulas no Brasil.
Apesar da exuberância, a Serra de São José enfrenta graves problemas, dentre eles a exploração de seus recursos e os eventuais incêndios, que provocam a degradação desse patrimônio histórico cultural.
Mesmo o clima seco do local sendo propício para queimadas, a maioria dos incêndios são provocados pela ação humana, de acordo com o Soldado Vagner Resende, do corpo de bombeiros de São João del-Rei. Segundo dados do Corpo de Bombeiros, ocorreram dois grandes incêndios no ano de 2011.
A moradora da serra de São José, Cláudia Souza, comenta que os incêndios recorrentes destroem as árvores e diminuem a beleza da paisagem. O estudante são-joanense, Tadeu de Souza, completa que a serra de São José tem grande importância para os moradores da região, uma vez que “não é qualquer cidade que tem uma serra dessa”. Ele afirma: “São José é onde eu vou esquecer os problemas, curtir uma cachoeira, pisar descalço na pedra, subir o mais alto que eu posso para ver a cidade de cima. Esse lugar é fantástico!”, ressalta.
VAN/ Caio Sena
Foto: Tadeu Canavez

Deixe uma resposta