Dia das Mães gera expectativas de lucro para comerciantes em SJDR

Marina Ratton

O comércio da cidade de São João del-Rei, se prepara para atender seus clientes que procuram produtos para o Dia das Mães. Essa data é considerada pelos comerciantes da cidade a segunda melhor data do ano para ampliar os lucros, ficando atrás apenas do Natal.

“A data gera, sem dúvida, uma expectativa de lucro e a movimentação da economia e a gente espera que a expectativa se torne realidade. Os indicadores dos outros anos sinalizam que vai ser um bom mês de maio, estamos otimistas em relação a isso e o comércio está bem preparado” afirma João Afonso, presidente da associação comercial (ACI del-Rei).

O apelo emotivo e a liberação de créditos são fatores que buscam atrair os clientes. “A minha mãe gosta de ganhar qualquer coisa. Como ela estava reclamando do tanquinho, eu e mais duas irmãs resolvemos dividir as prestações e dar uma máquina de lavar roupa. Fico muito feliz em presentear minha mãe com algo que vai agradar e ser útil para ela”, declara Marli de Melo, artesã.

O presidente da ACI, João Afonso, ressalta que o lado emocional é o mais explorado “Busca-se criar um clima de ‘presenteamento’, de interatividade, de maior comprometimento na relação filho/mãe, para provocar o sentimento familiar”, declara.

A enfermeira Maria Auxiliadora Resende acredita que ser presenteada no dia das mães é uma forma de ser lembrada pelos filhos, “eu não tenho preferências e acho que um presente é sempre bem-vindo”, afirma. 

De acordo com a associação comercial, a atividade do comércio é um dos pilares da economia da cidade e da região, e vem melhorando muito. “Eu vejo isso pela própria associação que há doze anos tinha 300 associados e hoje são 1300, um crescimento vertiginoso, mais de 500%”, ressalta João Afonso.

Enquanto alguns setores se animam com as estimativas de vendas para o Dia das Mães, outros se queixam da concorrência e da queda nos lucros. “O nosso movimento ficou péssimo e já diminuíram há uns quatro anos, desde quando os supermercados começaram a vender flores por um preço muito mais barato que os nossos. E agora todos os anos São João del-Rei recebe uma exposição de orquídeas, quando não é no shopping, é na prefeitura, e isso tudo acabou com o movimento das floras”, declara Caren Marisa, proprietária de uma flora no centro da cidade.

“A cidade não fica a dever nem em preço, nem em qualidade e nem em opções para nenhum grande centro. Porque em São João del-Rei, guardadas às devidas proporções, tem condições de fornecer os produtos que os nossos clientes precisam”, afirma o presidente da ACI, João Afonso.
De acordo com o sindicato do comércio de São João del-Rei, as lojas funcionarão no próximo sábado, dia 11, até as 18 horas, em caráter facultativo. A ACI Del – Rei aconselha que os clientes façam suas compras com antecedência para evitar tumultos no último dia.

Deixe uma resposta