Dia de Lazer traz para São João del-Rei as réplicas da JMJ

          No dia 9 de dezembro, foi realizado o
Dia de Lazer, um evento proporcionado pelo Setor Juventude Diocesano e do
Cursilho Jovem da cidade de São João del-Rei. O Dia de Lazer começou com as
atividades às oito da manhã, na Avenida Presidente Tancredo Neves. Uma das
principais atrações foi à chegada da réplica, o ícone da cruz, da JMJ (Jornada
Mundial da Juventude) Rio 2013.
      
O evento contou com atividades para jovens, crianças e adultos, ligados
a espiritualidade e evangelização. A programação foi gratuita e contou com
atrações durante todo o dia, com músicas, missas, teatros, brincadeiras para as
crianças, novena, pregações, dentre outras atividades.
       
A chegada da réplica, a cruz, da JMJ teve o objetivo de atrair,
principalmente, os jovens. “A gente nota que os jovens participam bastante da
missa aos domingos, mas ainda falta um comprometimento maior com a Igreja, no
sentido de ter algum trabalho na comunidade e, acredito que com a visita da
cruz, e mesmo com a jornada mundial da juventude, seja uma oportunidade de
chamar os jovens para que possam não só participar, o que é muito bom, mas
também serem ativos dentro da Igreja”, disse Padre Geraldo Magela.
        
Os jovens da paróquia deram início a um “grupo de jovens”. Que segundo o
seminarista Lucas Alerson de Souza, que realiza o trabalho pastoral na Paróquia
do Pilar, é um trabalho que não era tradicional e nem de costume, em São João
del Rei. “Estamos tentando criar esse movimento para levar essa nova realidade
da Igreja de estar em comunhão universalmente, nessa jornada mundial que
acontecerá no ano que vem. Os jovens, apesar de serem poucos, de início,
mostram animação e já estão se preparando para os eventos propostos pela
paróquia”.
   
De acordo com Tawane Mara da Cruz, jovem que participou do evento, o Dia
de Lazer foi bem organizado. “Os jovens demonstraram muita vontade de
participar daquele momento e mais que isso, torná-lo duradouro. Eles perceberam
a necessidade de criar algo local, um grupo de jovens da própria cidade”.
   
 Os jovens de acordo com o Padre
Geraldo Magela, fizeram um movimento durante todo o dia. A expectativa era de
mais pessoas, mas houve um bom número e uma boa adesão no evento. “Muitos
jovens não tomaram conhecimento do evento, mas nossa expectativa é que eles se
sintam tocados a participarem desses eventos”, ressalta o padre.
        Reportagem:  Fernanda Rezende Pedro e Maria Clara Lauar.
Para copiar e reproduzir qualquer conteúdo da VAN, envie um e-mail para vanufsj@gmail.com, solicitando a reportagem desejada. É simples e gratuito.

Deixe uma resposta