Skip to main content

Dores de Campos inaugura a coleta seletiva do lixo

Dores de Campos implementou
a coleta seletiva em 02 de agosto, inaugurando a usina de triagem e
compostagem. Porém, dois meses depois, ainda existem pessoas que não se
adequaram à nova forma de coleta de lixo. A Secretaria de Obras e Turismo, da
Prefeitura do município, afirmou que as mudanças na coleta de lixo foram
amplamente divulgadas. As informações foram veiculadas na imprensa local, em
stands no centro da cidade com distribuição de folhetos explicativos, além da
visita de assistentes sociais nas casas.
A cidade sempre descartou o
lixo a céu aberto, mas para se adequar à lei federal 12.305, de 02/08/2010, que
instaura a Política Nacional de Resíduos Sólidos, foi iniciada a coleta
seletiva na cidade. Segundo Alex de Melo, da Secretaria de Obras e Turismo, o
lixo é recolhido nas casas e levado para a usina de triagem e compostagem; lá
ele é separado e submetido a diversos tratamentos. O lixo reciclável é prensado
e levado para empresas que fazem a coleta. O rejeito é enterrado, e com o lixo
orgânico é feito o adubo, utilizado para a conservação das praças e árvores da
cidade.
A coleta de cada resíduo é
feita em dias específicos. Na área urbana, nos dias de segunda e quarta, é
recolhido o lixo orgânico e rejeito, e na sexta é coletado o reciclável. Já na
área rural, todos os tipos são recolhidos na quinta-feira.
Porém, é possível ver
sacolas de lixo descartadas irregularmente em estradas e terrenos baldios,
possivelmente por pessoas que ainda não se adequaram às novas regras. Se for
identificado, quem faz descarte ilegal de lixo será notificado e, se reincidir,
pode ser multado.
Antônio Cardoso Neto, gari,
afirma que algumas pessoas ainda estão confundindo os dias e misturando os
resíduos. Quando isso ocorre, o lixo não é recolhido.
Para Solange Marques, dona de casa, a nova forma de
coleta é muito positiva. Ela demonstra facilidade em se adaptar às regras de
separar o lixo. Além disso, ela que ia ao lixão para coletar material
reciclável para ajudar na renda familiar, afirma que hoje está muito melhor,
pois, como as pessoas têm que separar o lixo, aproveitam e entregam para ela.
A coleta seletiva é uma alternativa sustentável para o
descarte do lixo, muito utilizada em cidades de pequeno porte.
Matéria: Aléxia Pinheiro / VAN

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: