Foto1 Casa de Apoio

É inaugurado o ‘’Hotel do Povão’’ para pacientes são-joanenses

Casa de apoio começa a receber pacientes e acompanhantes na capital.

Na última terça-feira (7) foi inaugurada, em Belo Horizonte, a casa de apoio da prefeitura de São João del Rei para pacientes que necessitam passar mais de um dia na capital mineira para realizarem consultas médicas mais sofisticadas. Localizado na área hospitalar,  local possui televisão, geladeira e fogão, será servido café da manhã e da tarde e os hóspedes serão acomodados nos dezoito leitos disponíveis.

É um dos deveres do Estado prover saúde de qualidade e de forma gratuita para toda a população, é o que afirma a Constituição Brasileira, porém a realidade que os brasileiros conhecem não é exatamente essa. Talvez a distribuição de recursos mal feita pelo poder público não permita que todos brasileiros tenham acesso a esse serviço.

As cidades do interior frequentemente recorrem as capitais dos seus estados para conseguirem atendimentos mais especializados  e que necessitam de melhor infra estrutura hospitalar. E em São João del Rei não é diferente, alguns tratamentos não podem ser realizados aqui, então como solução mais plausível esses pacientes são encaminhados até Belo Horizonte para obter tratamento.

A prefeitura municipal já oferecia um ônibus duas vezes por semana até a capital, porém a viagem era de ida e volta e muitos pacientes, devido ao tratamento, precisam pernoitar na cidade, junto a algum familiar ou acompanhante. Então a casa de apoio será utilizada por essas pessoas, que não tem condições de pagar um hotel, mas que necessitam ficar mais de um dia na capital.

Segundo o prefeito Nivaldo, em entrevista,‘’grande parte dos cidadãos que vão até Belo Horizonte para realizarem consultas médicas não possuem condições para financiar a estadia em um hotel da cidade,  alguns até dormem debaixo de marquises. Agora com a Casa de Apoio as pessoas vão poder se hospedar com dignidade e segurança. ’’ A casa de apoio, apesar do apelido de ‘’hotel do povão’’ não vai oferecer serviços hoteleiros propriamente ditos, o papel dela é possibilitar a estadia dos pacientes e acompanhantes com uma estrutura de qualidade. Existem regras de convivência que deverão ser seguidas entre os pacientes.

A secretária da Assistência Social de São João del Rei, Aline Gonçalves , afirmou em entrevista que a demanda por uma casa de apoio sempre existiu na cidade, e a ideia de fornecer esse tipo de serviço de apoio já vêm de gestões anteriores e só agora pôde ser concretizada. Ela ainda ressaltou que o processo até a inauguração da casa não teve muitas complicações, ‘’realmente as coisas foram acontecendo de uma forma muito positiva, acredito eu que possa ser até providência divina. Chegou uma pessoa oferecendo o imóvel para aluguel, o valor do aluguel era baixo, e a localização muito favorável para o objetivo desse serviço, era uma oportunidade de realizar uma das promessas de campanha que não poderia ser perdida.’’

Apesar da demanda já ser existente a procura para o agendamento ainda não é muito numerosa, segundo Aline, ‘’ A procura vem aumentando gradativamente, muitas pessoas já estão fixas em algum local. Temos tido alguma demanda,  mas não tão numerosa. É um projeto novo, e pode ser que muitas pessoas não botaram fé quando foi anunciado. Porém agora que o projeto foi concretizado e inaugurado os cidadãos estão procurando saber mais sobre o funcionamento da casa de apoio.’’ Esse tipo de serviço não é novo, e já existem alojamentos na capital parecidos com o que foi recentemente inaugurado, porém como Belo Horizonte recebe pacientes de todo o estado o número de vagas não é suficiente para o volume de pacientes e acompanhantes que se deslocam até lá.

Para os futuros usuários deste serviço prestado pela prefeitura, agora o tratamento poderá ser menos cansativo para o paciente e para o acompanhante podendo contribuir para resultados positivos na recuperação. Para Sérgio, de 65 anos que já é aposentado é uma opção muito boa  para quem não tem condições de pagar um hotel, segundo ele, ‘’a viagem de ida e volta é muito cansativa, e caso exista algum conhecido em Belo Horizonte, não me sentiria confortável em ficar na sua casa ainda mais estando doente. Mas a prefeitura não pode esquecer de melhorar os hospitais daqui da cidade, para que menos gente precise ir até a capital.’’

As pessoas vão poder se alojar na casa de apoio de segunda à sexta, devendo retornar para São João del Rei no final de semana, já que nesses dois dias não haverá funcionários responsáveis pela manutenção do alojamento. Quem necessita desse serviço já pode ir até a assistência social, marcar a data de hospedagem.

 

Texto/VAN: Lucas Teixeira Silva
Foto/Reprodução: Divulgação

Deixe uma resposta