Escritora formada pela UFSJ lança seu primeiro livro

Capixaba formada em Letras em Minas Gerais, lança o livro “A Filha do Norte” a, no Centro Cultural da UFSJ

No dia 21 de Dezembro, quarta-feira, a escritora Luisa Soresini lançará seu primeiro livro, A Filha do Norte. A noite deautógrafos será no Centro Cultural da UFSJ, às 19h30. Este é o segundo lançamento oficial do livro, que foi lançado no começo deste ano. A autora irá divulgar também a antologia de contos, Demontale, que participou e o lançamento oficial foi nessa Bienal de São Paulo.

FOTO: Divulgação
FOTO: Divulgação

A autora de 24 anos nasceu em Vitória e graduou-se em Letras pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), dividida entre ser escritora, contista, professora e desenhista por hobbie, Luisa, sempre gostou muito de ler e assistir desenhos animados o que segundo ela a inspirou a ser escritora. “Eu adorava ver aquelas histórias e ficava imaginando como aquelas pessoas criavam coisas tão geniais assim, então eu comecei a desenhar alguns personagens meus e anotar suas histórias”, diz a autora empolgada. Com isso, mais velha, começou a colocar essas histórias no papel, a partir daí não parou de escrever.

Com a sensação de dever cumprido, Soresini diz que o lançamento de seu primeiro livro é um sonho se realizando e finalmente ela pode mostrar ao mundo sua obra. A autora também teve seus desafios, o principal a narração diz ela, teve muito trabalho na troca de foco narrativo entre os personagens, já que queria entrar completamente na mente deles. “Tive que apagar muito para chegar onde queria. Outra coisa foi não deixar pontas soltas na história e dar voz a todos os personagens na devida medida”.

“A Luisa é uma pessoa maravilhosa, inteligente e muito criativa, uma grande amiga e uma grande escritora apaixonada por aquilo que faz”. Assim, a empresaria de 23 anos, Nathália Madeira classifica a amiga que conheceu no segundo ano do ensino médio há oito anos. Para ela Luisa amadureceu muito e está totalmente diferente daquela “menina inocente” da escola e diz amar tudo que a amiga escreve é uma verdadeira fã. Julga A Filha do Norte como sendo maravilhoso, mesmo sendo literatura infanto-juvenil indica para todos, de qualquer idade. A história para ela encanta qualquer um.

A autora também é a inspiração da estudante Júlia Soresini Ramalho Diláscio, sua irmã mais nova, que recorda da infância quando Luisa com sua paixão pela leitura a fez ter mais vontade de ler. Júlia diz ainda que num mundo onde correr atrás dos sonhos tornou-se banal, sua irmã se mostra corajosa e nunca desiste de correr atrás de seus objetivos. Classificando a irmã como uma menina sensível e rica em detalhes ela afirma: “Luisa é muito criativa e realmente se joga naquilo que está fazendo. No livro dela dá pra sentir isso”.

Por fim, Luisa disse que a primeira coisa para ser um escritor é nunca desistir e que sempre aparecerão dificuldades para escrever, para divulgar ou publicar o livro. A autora ainda disse ter pensado em desistir muitas vezes, ao se abalar com alguma crítica ao seu livro. “É fundamental que você acredite em você e nos seus personagens para que você não se abale com essas situações”, afirma. Enfim, com A Filha do Norte, onde uma protagonista vence os desafios, apesar dos seus medos e das dificuldades que ela encontra Luiza aprendeu muito, aprendeu a não desistir e ir adiante com seus sonhos e vontades.

 

Resumo do livro

A Filha do Norte começa quando Michelle e Meredith saem para ver as flores. Uma tempestade faz com que Michelle se perca. Desnorteada, sai em busca de ajuda e avista uma mansão enorme e antiga. Pensando não haver ninguém na casa, a menina entra no local para se abrigar e é surpreendida ao ser recebida por uma governanta tão sinistra quanto a casa. Seu instinto lhe diz que há algo de errado, mas essa sensação passa quando ela se depara com um ambiente completamente diferente daquela fachada macabra que vira. O interior da mansão é maravilhoso, bonito e sofisticado, assim como os seus donos: os irmãos Vergamini. O que Michelle não imagina é que às vezes é necessário ouvir nossos instintos. Ela está em perigo e talvez nem suas amigas, Elza e Meredith, as bruxas do Leste e do Sul, consigam salvá-la.

TEXTO/VAN: Victor Zanola

Deixe uma resposta