Evento em Tiradentes valoriza tradição do carro de boi

Foto: Site Baixaki

O
carro de boi continua sendo um importante meio de transporte em
Tiradentes, Minas Gerais. Em alguns locais do município, cheio de
serras, o veículo de tração animal é o único que consegue
circular. Preservar e divulgar a tradição são as finalidades da
sétima Festa do Carro de Boi e Tropeiro, que aconteceu entre os dias
06 e 09 de outubro.

Segundo um dos
membros da comissão organizadora, Leandro Barbosa, os carros de boi
ajudaram a construir a história da cidade. Ele lembra que as pedras
nas ruas e os materiais para a construção das igrejas
tricentenárias de Tiradentes foram transportados nesse veículo. A
festa também visa homenagear os carreiros, que guiam os carros e
ajudam a conservar a tradição.
O veículo também
foi utilizado durante o Ciclo do Ouro mineiro, para transportar o
minério de Tiradentes e outros locais do estado para o Rio de
Janeiro. Dores de Campos e Prados são outras cidades que comemoram a
tradição do carro de boi com festas anuais, já que é um meio de
transporte importante também nessas cidades.
Um dos
organizadores, Gilberto Costa, destaca o crescimento da festa. “Na
primeira edição, foram cinco carros. Agora até quem não usa mais
o carro de boi, mantém ele para participar da festa e preservar a
tradição”, afirma. Ainda segundo ele, o evento estimulou que
carros abandonados fossem restaurados para participar da festa. O
encontro dos carreiros também é oportunidade para a compra e venda
de bois.
Festa
Ainda para Leandro,
o evento se diferencia da maioria das outras festas tiradentinas,
pois prioriza a cultura local e o entretenimento para o povo da
cidade. Ele salienta que os shows têm a função de atrair mais
pessoas para o encontro e, consequentemente, conhecer os carros de
boi. A abertura aconteceu na quinta feira com um show da dupla
Vaninho e Elaine. Na sexta feira, uma cavalgada, que circulou as ruas
da cidade até o Parque das Abelhas, onde acontece a festa, atraiu um
grande número de cavaleiros.
Ainda na sexta, o
show da dupla Willian e Michele, levantou a poeira no parque.
Gilberto Costa considera que o ponto alto da festa é o desfile dos
carros de boi pela cidade, que aconteceu no sábado, dia 08, e contou
com 21 carros participantes. O desfile também teve a participação
de grupos de congado da cidade, tradicional movimento cultural na
região.
Foto: Site Wikipédia

Ao fim da noite de
sábado, dois shows animaram a festa. Juninho Mattos cantou sucessos
do sertanejo universitário e a banda “Help” apresentou um show
repleto de “hits” de rádio. No domingo, durante o dia, os
violeiros da região se encontraram no palco e tocaram vários
clássicos sertanejos para o público. À noite, o show de Luciano e
Sidney encerrou a festa. Segundo o balanço final, cerca de oito mil
pessoas participaram da festa.
Carros
de Boi

O veículo é uma
das mais antigas formas de transporte de cargas nas estradas rurais e
também urbanas do Brasil. As grandes rodas de madeira e ferro,
movidas pela força dos bois, levaram produtos e desenvolvimentos por
todo o Brasil. O par de rodas, o eixo e a mesa, que formam o carro de
bois, montam uma peça rústica, repleta de história.
         
Mas, a tecnologia
reduziu o uso do transporte. Então, alguns carreiros – homens que
conduzem os bois que puxam o carro – e candeeiros – ajudantes que
vão à frente dos bois para que eles trilhem o caminho certo –
juntamente com amigos e familiares, começaram a organizar passeios e
festejos para manter a tradição dos carros. 
   Texto: Bruno Ribeiro 
Para
copiar e reproduzir qualquer conteúdo da VAN, basta enviar um e-mail
para vanufsj@gmail.com, solicitando a reportagem desejada. É simples e
gratuito.

Deixe uma resposta