Exposições de arte sacra valorizam a cultura local

Obras da exposição Santos do Sagrado no memorial Dom Lucas

Escultores do Sagrado – Os Escultores Sacros da Atualidade São-joanense é a mais nova exposição temporária do memorial Dom Lucas Moreira Neves, que está sendo acompanhada pela exibição permanente de artigos litúrgicos ligados à vida do cardeal Dom Lucas, falecido em 2002. “Ver uma exposição e depois ver a outra mostra uma diferença enorme na técnica. E as duas levam ao encantamento único que cada artista quer passar através das suas obras. Momento único do barro e da madeira, em peças fantásticas”, é o que afirma o músico Márcio dos Reis, que apreciou ambas as exposições.

“A exposição Escultores do Sagrado é uma homenagem ao Monsenhor Paiva”, de acordo com o vigário paroquial da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Pe. Ramiro Gregório. A exposição apresenta imagens sacras dos escultores Miguel Ávila, Fernando Pedersini, Carlos Calsavara e Ronaldo Nascimento.

Moradores de Uberaba, o casal Edivaldo Barbosa e Marislaine Silva se encantou com a exposição. Barbosa afirma que “a exposição é muito importante, pois ela conta a história barroca, a história de Minas”. Ele finaliza: “estamos em São João del-Rei para conhecer isso, já que, em nossa cidade, isso é coisa que não se vê muito”.

Outra exposição também movimenta a cidade. No Centro Cultural da UFSJ, estão sendo expostas as obras Santos Devocionais. O barro com Fé, de Stela Kehde. A artista exibe pela primeira vez o seu trabalho na cidade, mas já passou com suas obras pelo Horto Florestal e pela UNESP, em São Paulo.

Centro Cultural da UFJ onde acontece a exposição “Santos de Barro”

Kehde conta um pouco da história dos santos esculpidos por ela, que inicialmente eram santinhos de mão. Incentivada por um professor a levar a ideia adiante, por algum tempo a artista não enxergava a possibilidade de investir em outros tipos de imagens e expor seu trabalho, o que só viria a acontecer após certo tempo. “Depois vieram os santos de mesa, de oratório, de parede, de jardim”, completa a artista.

Segundo a escultora, sua exposição Santos Devocionais busca “o resgate da fé das pessoas. Tem a série de tijolos – que fala sobre a construção da fé. Tem aquelas que são em panelas – que são para alimentar o espírito. Tem alguns santos mais conhecidos, como São Jorge, São José, São Francisco…”, pontua Stela Kehde.

As exposições irão até o mês de maio. No memorial Dom Lucas, a visitação das imagens sacras ficará aberta ao público até o dia 04, enquanto, no Espaço Cultural, as obras continuarão expostas até o dia 15.

Texto: VAN/ João Vitor Militani e Humberto Lanna
Foto: João Vitor Militani e Humberto Lanna

Deixe uma resposta