FOTO: Amanda Rodrigues

Festa dos Passos

Em clima de Semana Santa, Procissão do Encontro emociona fieis

FOTO: Amanda Rodrigues
FOTO: Amanda Rodrigues

Uma tradição que não se perde no tempo promove, durante o Quarto Domingo da Quaresma, o emocionante encontro entre as imagens do Senhor Bom Jesus dos Passos e de Nossa Senhora das Dores, relembrando os dolorosos passos de Jesus Cristo a caminho do calvário de acordo com a tradição católica.

O Pároco da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Padre Geraldo Magela, relata que a Procissão, é um momento muito especial para todas as pessoas que a acompanham, “é um momento muito especial para a gente que tem fé, porque contempla o encontro de Nosso Senhor com Nossa Senhora no caminho do calvário, essa caminhada de amor e de dor. E reviver esse encontro, renova as nossas esperanças, a gente se sente fortalecido, porque sentimos que não estamos sozinhos”.

A celebração do Senhor dos Passos, teve início na sexta- feira, dia 05, quando foi depositada na Igreja Nossa Senhora do Carmo, a imagem de Nossa Senhora das Dores onde permaneceu para visitação e celebrações religiosas. No sábado (06), chegou à Igreja de São Francisco de Assis, a imagem do Senhor Bom Jesus dos Passos, onde também permaneceu para várias celebrações religiosas durante o final de semana.

Já no domingo (07), dia maior da celebração, no final da tarde, as duas imagens saíram em Procissão, das respectivas Igrejas, em direção as escadarias da Igreja Nossa Senhora das Mercês. No local, ocorreu a celebração do encontro, que neste ano foi presidida pelo Bispo Diocesano de Petrópolis (RJ), Dom Gregório Paixão. De uma forma simples, o Cardeal destacou a passagem de Jesus Cristo na terra, enfatizando que esta seria a última chance de salvação da humanidade.

“Assim como Jesus teve alguém que o acompanhou com amor nessa sua entrega, nós também, na aventura da vida, temos a presença de Deus e de Nossa Senhora”. Destaca também o Padre Geraldo, sobre a procissão. Já na entrada da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Dom Gregório proferiu o sermão do calvário, encerrando assim, a celebração de 2016.

FOTO: Amanda Rodrigues
FOTO: Amanda Rodrigues

Presença dos jovens

A celebração do Senhor dos Passos, não foi marcada somente por sua tradição, mas também pela presença marcante de crianças e jovens. E para isso, o pároco relata que a cultura da quaresma, é muito marcante na população sanjoanense, “ a fé católica, marca a cultura da cidade”.

Já o estudante Rogério Souza de 14 anos, estava na procissão e nos informou que sempre acompanha a celebração, “eu venho todo ano, é um ato de fé que já acompanho desde pequeno com a minha família e gostava muito desse ato do encontro”, e ainda relatou qual é a sua visão da procissão para a cidade, “ é uma celebração muito bonita, que vai levando nossa cidade a crescer mais. Eleva a nossa Semana Santa, que já é bem expansível para o mundo inteiro, muitos turistas são atraídos para a nossa cidade histórica”.

O universitário Bruno Andrade, de 19 anos, conta como que veio o costume de acompanhar a procissão: “Acompanho  todos os anos, porque meus pais sempre foram muito católicos e desde que eu me entendo por gente sempre procuraram me levar nesse tipo de celebração. E com o passar dos anos eu fui começando a entender e meio que continuei a ir sempre. A nossa  cidade é rica de tradição e cultura e as celebrações são mais importantes no sentido de estar dentro do tempo da quaresma”.

Veja mais fotos do evento:

TEXTO: Amanda Rodrigues; Clara Rita; Lucas Comine; Sofia Pacheco; Daniel Ubiratan; Maria Luisa Mello; Marina Reboredo; Scarlet Freitas

Deixe uma resposta