Papa Francisco se encontra com civis, bispos e representantes religiosos

Neste sábado (27), pela manhã, o bispo de Santa Maria, Dom Helio Adelar Rubert, em encontro com o pontífice durante a missa realizada na Catedral Metropolitana, agradeceu e diz ter ficado muito emocionado e com as palavras do mesmo. 
Os compromissos não pararam e, ainda na manhã de sábado, após a celebração da missa na Catedral Metropolitana, o Papa foi ao Theatro Municipal e realizou um encontro marcado com civis de todo o mundo. No discurso, Francisco frisou a cultura do encontro presencial para solução dos conflitos. Para ele, é muito importante a visão de sociedade e igreja. 
Nesse encontro estavam presentes doze representantes de etnias indígenas do Amazonas e Tocantins, além de representantes do Candomblé, da Igreja presbiteriana, um rabino, um islâmico e seis embaixadores de diferentes regiões do mundo. Também foram convidados a estar com o papa no Theatro Municipal uma médica cardiologista que trabalha com crianças, um deficiente visual e uma grávida. 
De acordo com o porta-voz do Vaticano, “essas escolhas foram muito bem feitas pelo comitê organizacional da Igreja”. A ideia do encontro originalmente era com políticos, mas se tornou mais um encontro com civis. Algo que ao ver do porta voz, foi um mudança grandiosa e de muita valia. 
Tendo feito o discurso mais longo do pontificado, o Papa falou com os bispos do Brasil no Palácio Episcopal. Estavam presentes aproximadamente 300 clérigos. Entretanto não foi autorizada a entrada da imprensa. Neste encontro, Francisco saudou os bispos emérito presentes e aproveitou a ocasião para falar com eles de maneira clara e explicativa da missão da igreja na América Latina. 
VAN/ Maria Clara Lauar; Bruno Marques
Foto: Bruno Marques

Deixe uma resposta