Grupo “Quatroloscinco” marca presença no Inverno Cultural

Nesta sexta-feira, 19, o grupo de Teatro “Quatroloscinco” – uma das atrações do Inverno Cultural, promovido pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) – apresentou o espetáculo “Outro Lado”, no Campus Tancredo Neves (CTAN).

A história do espetáculo, que rompe a narrativa linear, aborda questões existencialistas e políticas, sendo discutidos os limites entre realidade e  ficção, memória e história, juntamente com os conflitos do universo particular e coletivo.  O grupo busca uma relação direta com a plateia, e os atores procuram compartilhar com o espectador as relações, tensões e estados que acontecem durante a apresentação.

O ator Marcos Coletta afirmou que esta foi a última apresentação do espetáculo “Outro Lado” no Inverno Cultural. Segundo ele, ficou satisfeito com as duas apresentações e com a oficina que o grupo ministrou. “Ficamos surpreendidos com as duas sessões lotadas do espetáculo, mesmo sendo no Campus, que não fica dentro da cidade. Sentimos um grande interesse do público. Muitos, inclusive, vieram conversar conosco no final da peça, com perguntas e impressões sobre o trabalho”, conta o ator.

A estudante Thais Matias, que está cursando Comunicação Social, explica que “a apresentação do grupo de teatro foi intimista. Os atores fizeram a apresentação no centro do teatro, e as cadeiras foram colocadas ao redor deles. Isso, aliado à própria apresentação, criou um clima de proximidade entre artistas e plateia. A riqueza do espetáculo está na subjetividade e existencialismo da história, que, além de proporcionar de imediato interpretações diversas, cria também no público uma tendência à reflexão.”

O grupo “Quatroloscinco” foi idealizado em 2007, quando os atores ainda cursavam teatro na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Vencedores do prêmio Mixsórdia em 2011, o grupo acumula apresentações por mais de 30 cidades brasileiras, em 9 estados do país, buscando uma maior integração com as universidades que possuem o curso de teatro em sua grade curricular.

Não só os alunos da UFSJ estiveram presentes na apresentação. Nathália Dias, que faz psicologia na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), também pôde prestigiar a peça. “Nunca fui acostumada a ir a apresentações de teatro, mas, depois desse espetáculo, me interessei muito. Sempre que puder, irei, a partir de agora,” declara a estudante.

VAN/ Jéssica Loures; Fernanda Rezende

Deixe uma resposta