FOTO: Divulgação/ Blog Mineiros na Estrada

“Guardiã da história” de São Tiago, Festa do Café com Biscoito começa hoje

Crise econômica não diminui a dedicação e o bom gosto de quem está na linha de frente de um dos maiores eventos da região. Movimento da economia favorece fabricantes de biscoitos e população são-tiaguense

FOTO: Divulgação/ Blog Mineiros na Estrada
FOTO: Divulgação/Blog Mineiros na Estrada

Começa hoje, 9 de setembro, e vai até domingo, 11, a XVIII Festa do Café com Biscoito em São Tiago. A Associação São-tiaguense dos Produtores de Biscoito (Assabiscoito), proponente do evento, tem apoio da Prefeitura Municipal e recebe patrocínio de outras empresas e instituições. A festa terá oficinas de produção de biscoitos para as crianças, apresentações, shows e, claro, muitas guloseimas.

De acordo com Mayra Aparecida Lopes, secretária da Assabiscoito, este ano serão produzidos aproximadamente 4 mil quilos de biscoito e 20 mil litros de café para degustação na praça – menos biscoito que no ano passado, quando a produção chegou a 5 mil quilos. A diminuição de recursos também influenciou na grade de shows e apresentações da festa, que será composta por bandas e atrações da região.

Mayra explica que o projeto teve aprovado mais de R$ 500 mil na Lei Rouanet, porém, devido à crise econômica, não foi possível captar o montante previsto. A defasagem no orçamento resultou em reduções e simplificações na estrutura do evento, mas nada que mudasse, conclui, a dedicação nos preparativos e o bom gosto.

 

Guardiã da história de São Tiago

A festa anima a região e é muito querida pelos moradores. Lívia Mara Júnia de Oliveira, que mora em São Tiago e trabalha como empacotadora em uma padaria local, vê o evento como uma forma de reconhecimento da cidade, de divulgação dos seus produtos. “Eu gosto muito do movimento. Como a cidade é pequena, vem muita gente, e eu adoro isso aqui cheio”, comemora.

Programação do evento. FOTO: Divulgação.
Programação do evento. FOTO: Divulgação.

Thiarlen Santos é e empacotador de biscoitos e acredita que o evento é o melhor que a cidade e  a região têm para oferecer em entretenimento, porém lamenta o fato de o desfile não fazer mais parte da programação. “É como o Carnaval, que representa a beleza do nosso povo brasileiro, e que, caso acabasse, enfraqueceria o povo em todos sentidos. Com certeza esse desfile deveria voltar a acontecer”, apela.

Thiarlen considera a festa uma verdadeira “guardiã da história de São Tiago”, devido às manifestações folclóricas da cidade apresentadas na festa e à oficina Assa Biscoito, que ensina as crianças a produzir o tradicional biscoito: “As crianças põem a mão na massa, literalmente, e aprendem todo o processo de como é formado o nosso tesouro, desde os ingredientes, a matéria-prima, até levá-lo ao forno”, descreve.

 

Economia em movimento

Além ser uma ótima opção de entretenimento e um elemento importante para a preservação da cultura de São Tiago, a Festa do Café com Biscoito também move a economia e contribui para o sucesso dos fabricantes de biscoitos da cidade. Regina Aparecida de Resende é proprietária de uma empresa de biscoitos. Começou a fabricá-los em março de 2013, quando, juntamente com suas três irmãs, resolveu abrir um negocio próprio. Ela participa da festa desde então, pois enxerga a mesma como uma boa oportunidade de divulgação e venda dos produtos e fundamental  para a aceitação e o conhecimento da marca. A economia, explica, fica muito favorecida nessa época, pois aumentam as oportunidades de trabalho, não só nas fabricas para a produção de biscoitos, mas também em áreas ligadas ao artesanato e em propriedades rurais.

Mayra chama atenção para a importância da conservação e fortalecimento da Festa, que agrega valores à cidade, devido ao grande número de pessoas que visitam o local nesses três dias de evento, gerando empregos, visibilidade e movimentando a cidade. A secretária da Assabiscoito relata que grande parte da população é envolvida direta e indiretamente com as fábricas de biscoitos, por isso “a festa é um item imprescindível para a motivação dos fabricantes e da população de São Tiago”.

 

TEXTO/VAN: Scarlet Freitas

 

Deixe uma resposta