A hora e a vez dos idosos em São Tiago

Atualmente, existem no Brasil cerca de 19 milhões de pessoas com
idade igual ou superior a 60 anos, o que representa, pelo menos, 10%
do total da população, de acordo com o Instituto Brasileiro de
Geografia e Estatística (IBGE).


E o que fazer na terceira idade parece ser uma das muitas dúvidas
daqueles que chegam nessa fase da vida. De fato, a terceira idade
oferece essa preocupação já que muitas pessoas dessa faixa não
podem mais trabalhar, seja por restrições físicas ou
psicológicas. Entretanto, para driblar o ócio e buscar atividades
que façam bem à saúde, idosos tem encontrado alternativas que lhes
possibilitam diversão e lazer.

Em São Tiago, assim como em outros lugares a população idosa não
tem opções de lazer ou de atividades físicas. Diante dessa falta
há aproximadamente sete anos existe o grupo “Feliz Idade”.
Coordenado pela enfermeira Viviane Rodrigues, esta iniciativa foi
criada como uma forma de oferecer aos idosos da cidade uma opção
lazer.

O grupo, que possui hoje em torno de 60 idosos, faz reuniões
semanais no prédio da APAE, onde médicos, dentistas, psicólogos,
assistente social e outros já palestraram sobre assuntos que são de
interesse dessa faixa etária. “Em todas as reuniões temos alguém
que fala aos idosos sobre algo de interesse deles. Como temos um
convênio com a Universidade Federal de Juiz de Fora, os acadêmicos
de medicina que atendem nos postos de saúde vão ao grupo toda
semana e palestram sobre alguma doença ou qualquer outro assunto
relacionado à saúde e tiram as dúvidas dos idosos”, comenta
Viviane.

Além disso, em todas as reuniões os idosos jogam bingo, que, de
acordo com Viviane, é a atividade preferida por eles. “O bingo
começou como opcional já que no início não sabíamos direito que
atividade eles gostariam de fazer. Com o tempo os próprios idosos
passaram a demonstrar interesse maior pelo jogo e o mantemos até
hoje”, conta. Ainda de acordo com a coordenadora, além de ser
divertido, o jogo estimula a memória, já que gera uma competição
entre os participantes.

Domingos da Trindade Silva, de 73 anos, é participante do grupo
desde o começo e diz que é uma distração ótima para ele e para
os outros. “Não posso dizer que não tenho o que fazer porque
ainda sou muito ativo. Faço caminhada todos os dias e ajudo minha
esposa no que ela precisa, mas o grupo é uma forma que encontramos
de ter algumas horas por semana de diversão e ao mesmo tempo ver
amigos e bater papo”, comenta.

Assim como Domingos, Vicentina do Nascimento Silva, de 67 anos,
frequenta o grupo há 5 anos e diz que não dispensa as reuniões por
nenhuma outra atividade. “O bem que esse grupo faz a nós supera
qualquer outra atividade. Quando vou às reuniões me sinto bem e sei
que as pessoas que trabalham para fazer esse grupo acontecer se
dedicam ao máximo; por isso devemos valorizar”, ressalta.

Outro participante do grupo, José Eugênio de Assis, de 80 anos,
afirma que o grupo foi uma ótima iniciativa para a terceira idade.
“Só nós sabemos como é ruim não poder mais trabalhar ou fazer
as coisas da mesma forma que fazíamos quando ainda éramos jovens. E
se não podemos mesmo fazer muita coisa mais, por que ficar parado
vendo o resto da vida passar? O grupo é uma ótima oportunidade e
não deixo de frequentar as reuniões. Só eu sei como isso me faz
bem”, afirma.

Apesar do pouco tempo e horário, já que o grupo se reúne apenas
por duas horas, uma vez por semana, Viviane destaca que a
participação é ativa e que outras atividades são desenvolvidas
para oferecer outras opções aos idosos. “Todos os anos o grupo
faz uma viagem para conhecer outras cidades. O destino desse ano foi
Cambuquira e os nossos idosos gostaram bastante. É uma forma de
fazer com que eles não fiquem só em casa, mas também saiam e se
divirtam”, explica Viviane; ela ressalta ainda que piqueniques e
serestas acontecem, não com a mesma frequência do grupo, mas de
acordo com as possibilidades e que é muito grande a valorização
desses passeios pelos idosos. “Eles nos agradecem por fazer algo
que é mais do que nossa obrigação”, finaliza.

Semana do Idoso

Além das atividades do grupo “Feliz Idade” e diante da
necessidade de fazer algo a mais para os idosos, as equipes de PSF de
São Tiago criaram a Semana do Idoso, evento que comemora o dia do
idoso em 1º de outubro.

Segundo Viviane, que também é coordenadora do evento, essa
“semana” nasceu para estender as comemorações do dia do idoso.
“Foi uma forma que achamos para dar destaque ao dia deles. Embora
seja apenas uma semana de atividades, para eles é a semana que podem
ver e partilhar momentos agradáveis, divertidos e de
conscientização”, explica.

No ano passado, a quinta edição da Semana do Idoso aconteceu de
27 a 30 de setembro com uma programação variada e levou muitas
pessoas à Sede Social Santiaguense todos os dias, sempre na parte da
tarde. Dentre as atividades destacaram-se palestras, narração de
histórias, apresentação teatral, oficinas, jogos de truco,
exposição de desenhos e exibição de filmes.

Texto: Michele Santana

Foto: tudo10.org

Para copiar e reproduzir qualquer
conteúdo da VAN, envie um e-mail para vanufsj@gmail.com, solicitando a
reportagem desejada. É simples e gratuito.

Deixe uma resposta