IF-Sudeste inicia cursos em seis cidades da região

O Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais – Campus Barbacena realizou, no sábado (22), a aula inaugural nos seis polos da região em que a rede de ensino está presente. As unidades encontram-se nas cidades de Alfenas, Barbacena, Bicas, Bom Sucesso, Leopoldina e São Vicente.

Júlio César Mendes de Souza, coordenador do curso Técnico em Secretariado do Campus-Barbacena, explicou que, embora a oferta dos cursos dependa do “perfil de cada município, atualmente encontra-se à disposição, no site do IFET Sudeste de Minas – Campus Barbacena, uma pesquisa sobre qual é a preferência dos cursos à distância a serem ofertados pelo Campus nos municípios atendidos”. Para o coordenador, essa expansão dos polos promoverá maior capacitação da mão-de-obra e até mesmo aumento na geração de renda local, beneficiando as cidades contempladas com os polos.

Os cursos técnicos à distância oferecidos se dividem nas áreas de Agropecuária, Leites e Derivados, Informática e Secretariado. O encontro presencial foi ministrado e coordenado pelo Setor de Ensino à Distância (SEAD), que apresentou os cursos que cada unidade terá. Em seguida foi explicado aos alunos o funcionamento do ambiente virtual de aprendizagem, assim como foi apresentada a equipe de tutores, professores, coordenadores e técnico-administrativos. 

Suely do Nascimento Santos, moradora de Ibituruna e aluna do polo de Bom Sucesso, vê o curso como uma oportunidade de se capacitar e melhorar seu currículo. “O curso de Secretariado é mais uma forma de estudar e agregar mais conhecimento à minha vida profissional, além de me proporcionar novos saberes de outras áreas que melhorem ainda mais meu desempenho”, afirma a aluna.

Para a tutora de Educação à Distância do curso técnico em Agropecuária, Rozane Aparecida da Silva, os benefícios de um curso à distância e com formação técnica são diversos. Na opinião da tutora, “o principal benefício é a praticidade que o aluno tem de poder trabalhar e estudar ao mesmo tempo, pois o curso é oferecido com a mesma qualidade de um curso presencial. Já no início, ele tem a oportunidade de trabalhar e atuar no que escolheu”, explica.

Cíntia Clara Viana, aluna do curso técnico em Agropecuária, acredita que os conhecimentos adquiridos no curso irão complementar sua formação anterior e possibilitarão uma nova carreira profissional. “O curso técnico em Agropecuária é um curso amplo, que abrange o meio ambiente como um todo, e é uma área com que me identifico muito. Espero que o curso me ofereça muito conhecimento teórico e prático e que possa aplicar na minha área de atuação”, conclui Cíntia.

VAN/Marcus Santiago

Deixe uma resposta