Instituições comemoram o dia e mês do idoso em São João del-Rei

Em comemoração ao mês do idoso (setembro), e também ao dia do idoso (1º de outubro), além do aniversário de 101 anos do albergue Santo Antônio, aconteceu no último domingo, 08, em São João del – Rei, a primeira corrida rústica promovida pelo próprio albergue. Com o objetivo de arrecadar alimentos, a corrida foi dividida em dois grupos: o das crianças, que largou primeiro e percorreu 1km e, em seguida, o dos adultos, que percorreu 7km. 
Para a estudante de Biologia Renata Vale de Ávila, a ideia da corrida é diferente e incentiva a atividade física para quem ainda é jovem, para tentar envelhecer de forma mais saudável. “Também acaba sendo uma distração para os idosos do albergue, é uma coisa que eles não estão acostumados a ver”, comenta Renata.
Segundo a psicóloga do Albergue Santo Antônio Lilian Camarano, a ideia de promover uma corrida rústica se deu com o intuito de aproximar a comunidade do albergue, uma vez que, segundo ela, é importante que as pessoas conheçam o albergue e mudem seus preconceitos. “A palavra ‘asilo’ já nem é mais usada, agora já é Instituição de Longa Permanência para Idoso (ILPI)”, completa a psicóloga. 
Lilian ressalta ainda a importância de se comemorar o dia do idoso. “A tendência é ter cada vez mais idosos no Brasil, assim, se torna necessário mostrar para a população o seu valor”, observa a psicóloga.
O presidente da Associação dos Aposentados e Pensionistas (ASAP) Ilson da Silva Neves lembra que todo ano a ASAP comemora o dia do idoso. “Nosso objetivo é sempre cuidar mais dos idosos. Nesse 1º de outubro, como forma de comemoração, a ASAP promoverá um evento no salão da sede chamado “Para recordar: coisas e causos”, além da uma exposição de objetos antigos e uma roda de papo para recordar, começando às 19h”, explica Ilson.
Segundo um estudo feito pelo IPEA em 2011, a população com idade superior a 45 anos representará cerca de 56% da população em idade ativa. A estudante Renata já prevê isso quando menciona alguns avanços em nossa sociedade. “Agora temos mais acesso à informação para poder envelhecer melhor, além de fazer atividades físicas e mentais”, finaliza a estudante.
VAN/Lis Maldos
Foto:Lis Maldos

Deixe uma resposta