Skip to main content

Medicina alternativa ganha espaço no tratamento de doenças

“O riso permite extravasar, permite se colocar em uma outra situação e parar de tanta auto piedade. Sorrir é o melhor remédio em todas as circunstâncias. O riso te permite, naquele instante, ser feliz e não estar doente”, declara Isabella Bassi, que já foi integrante do Doutores Por Um Triz, grupo de jovens voluntários que visitam periodicamente as instituições hospitalares de São João del-Rei. Vestidos e pintados como palhaços, sua missão é arrancar o riso dos pacientes e levar alegria por onde passam.

A iniciativa do grupo é baseada na Terapia do Riso, também conhecida como Risoterapia. Aliada aos tratamentos convencionais, o método objetiva propiciar uma melhora no quadro do paciente, incentivando o pensamento positivo. O homeopata e clínico geral Eduardo Lambert, autor da obra Terapia do Riso – A Cura pela Alegria, acredita que a risada pode atuar como um complemento na conquista do bem estar físico e psíquico do ser humano, seja qual for a doença que o afete.

Tal como a Risoterapia, outros métodos alternativos tem dividido espaço com a medicina convencional nos dias atuais. Dentre eles, pode-se citar a Acupuntura , a Fitoterapia, a Homeopatia, o Reiki e a Urinoterapia.

Apesar da recente popularização desses métodos, o surgimento da medicina alternativa remonta a Hipócrates, por volta do ano 460 a.C. O estudioso grego, que provém de uma família de médicos, é considerado pai da medicina. Uma de suas frases mais recorrentes enquanto cuidava de seus pacientes era que “o homem é uma parte integral do cosmo e só a natureza pode tratar seus males”. Com isso, Hipócrates reafirmava que as causas das doenças eram naturais, não punições divinas, como se acreditava até então, sendo que o equilíbrio e a saúde do corpo estão diretamente ligados ao ambiente em que vivemos. Esse é um dos princípios aplicados aos tratamentos alternativos nos dias de hoje, que em geral buscam a redução do estresse como forma de acelerar o processo de cura.

Sergio Palheiros, Mestre Terapeuta Reiki na cidade de São João del – Rei, explica que esse método consiste primeiramente em uma avaliação geral do paciente, com base em perguntas sobre sua queixa principal, sintomas, estado emocional e histórico das possíveis causas do problema a ser trabalhado. O terapeuta se concentra, em seguida, em descobrir onde se encontram os desequilíbrios energéticos, através da passagem das mãos a alguns centímetros do corpo do paciente até o toque suave em outros pontos.

Texto: VAN/Delcimar Ribeiro
Foto: Delcimar Ribeiro

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: