Minas vence Nacional e assegura vantagem para a final

Com o resultado as duas equipes se classificam e decidirão o título da Taça Tricentenária

A equipe do Minas Futebol Clube garantiu, no último domingo (24), a classificação em primeiro lugar na Taça Tricentenária ao bater o Nacional por 1 a 0 na última rodada da fase classificatória do torneio. A partida foi realizada no Estádio Paulo Campos, devido à interdição do Eli Araújo por parte do Corpo de Bombeiros.

O tempo ruim e a falta de alguns importantes jogadores em ambos os times modificou os rumos da partida. Com suspensões e o não comparecimento de atletas, o Nacional foi obrigado a jogar com dois jogadores a menos até os 22 minutos da primeira etapa. Precisando do resultado e com vantagem numérica, o Minas se lançou ao ataque e pressionou durante todo o primeiro tempo. Logo aos  três minutos, Daniel fez belo passe no meio da defesa e encontrou Denis livre, que ainda teve calma para limpar o zagueiro e bater no contrapé do goleiro Walmiro, abrindo o marcador. Com a vantagem no placar, o Minas manteve a postura ofensiva, aproveitando-se das subidas do lateral direito Ademir, um dos destaques da partida. Aos 10 minutos, em grande jogada pela direita, Ademir cruzou para Pedro, que dominou na pequena área e chutou para fora, perdendo gol incrível.

Lance decisivo:
Aos 18 minutos, em um dos raros momentos do Nacional na partida, Cicinho deu drible desconcertante em Ademir e bateu forte para a área. O zagueiro Rafael se complicou ao tentar tirar, colocando a mão na bola. O juiz Elton Resende assinalou pênalti. Sérgio assumiu a responsabilidade e foi para a batida. Neste momento, brilhou a estrela do goleiro Darby, que acertou o canto e fez bela defesa, levando ao delírio a torcida do “Leão da Biquinha”.
Após a partida, Darby comentou sobre a defesa: “A importância acabou sendo grande pelo fato de o jogo ter acabado 1 x 0 pra nós. Acho que a gente acabou sendo merecedor por ter conseguido sustentar o placar”.
No segundo tempo a chuva aumentou e os times
abusaram dos lances violentos, o que tornou o jogo mais combativo. Apesar das
alterações de ambos os lados, a partida piorou tecnicamente e, mesmo com uma
pequena pressão do Nacional no fim, o Minas não teve dificuldade em manter o
resultado e se garantir na final da Taça.
Minas
levará vantagem para as finais:
Com o resultado da partida, a equipe do Tejuco
chegou aos 11 pontos e ultrapassou o Nacional, que estacionou nos 10 após duas
derrotas seguidas. Essa situação define para o Minas a vantagem de poder ser
campeão com dois resultados iguais. Ao término da partida, os treinadores
falaram sobre suas expectativas para a final. Segundo Luiz, treinador do Minas,
“é uma grande vantagem jogar por dois resultados iguais. É uma vantagem enorme
quando você está com duas equipes do mesmo parelhas. O time deles é um grande
time, mas o nosso está com muita vontade. Vamos ver o que vai dar nessa final”.
Já Fábio Ernesto, treinador do Nacional, declarou: “nosso time hoje teve a
ausência de nove jogadores e isso influenciou muito no resultado da partida,
mas essa semana vamos conversar com a rapaziada pra agente vir forte para estas
finais…vamos tentar buscar a vitória nesses dois jogos pra agente sair
campeão”.
As partidas da final vão ocorrer nos dias 1º e 8 de
dezembro, no mesmo estádio. Além do título simbólico da Taça que celebra os
trezentos anos de São João del Rei, a equipe vencedora receberá o valor de
cinco mil reais.
ESCALAÇÃO

Nacional:
1-Walmiro, 2-Cicinho, 3-Davidson, 7-Fábio José, 8-José Leopoldino, 9-Mateus,
10-Dudu. 11- Sérgio, 17- Wesley. (Começaram o jogo com 2 a menos)
Treinador: Fábio Ernesto
Minas:
1-Darby, 2-Almir, 4-Rafael, 6-Júlio, 8-Tiago, 9-Ní, 10-Daniel, 14-Salomão,
16-Pedro, 20-Juninho, 21-Denis
Treinador: Luis
NOTA:
Com
missão impossível, Figueirense não vence o América e dá adeus à competição
Com mínimas chances de se classificar a equipe do
Figueirense entrou em campo para enfrentar o já eliminado América neste domingo
(24), no Estádio Paulo Campos. Precisando tirar uma diferença de treze gols
para alcançar a segunda colocação, o Figueirense ainda perdeu de 2 x 1 para o
América, definindo Minas e Nacional como os finalistas do torneio.
VAN/ Diego Cabral,Rafael Augusto,Brunno
Santos,Cristiano Giovanni
Foto: Suellen Jaques

Deixe uma resposta