Skip to main content
Festa tinha clima de carnaval

Mostra de Cinema de Tiradentes comemora 298 anos da cidade

Homenagem aconteceu no segundo dia de evento, sob muita música, dança e arte

Cortejo da Arte deu vida à festa
Cortejo da Arte deu vida à festa

No ano de 1718, Tiradentes foi elevada à categoria de vila – naquela época, ainda chamada de “São José”. Tendo participado de 19 dos 298 anos da cidade, a Mostra de Cinema de Tiradentes organizou, na tarde de seu segundo dia de evento, uma comemoração para a aniversariante.

Com a presença do Cortejo da Arte, a festa de aniversário teve muita música e dança, ao som de Maracatu e marchinhas de carnaval. Além de fantasias coloridas, os famosos ‘Bonecos de Olinda’, a festa teve ainda um bolo. “O cortejo chega até a praça, a gente canta parabéns para Tiradentes e depois distribui bolo para as crianças primeiramente, depois para todos os presentes”, explica Rômulo Moreira, assistente de produção.

Festa tinha clima de carnaval
Festa tinha clima de carnaval

A Mostra, que já quase chega a marca das duas décadas, arrebata um público muito fiel, que acaba também se apaixonando pela cidade histórica. Foi o que aconteceu com o ator e escritor carioca Jorge Pirillo, que participa da Mostra pelo sexto ano seguido: “A festa é em torno do aniversário da cidade. É uma cidade com uma história maravilhosa e, para mim, é muito importante participar, estar aqui dividindo esse espaço, mostrando um pouco da minha arte e absorvendo conhecimento”.

Fantasiado, o ator e escritor Jorge Pirillo se diverte ao som do Maracatu
Fantasiado, o ator e escritor Jorge Pirillo se diverte ao som do Maracatu

História parecida tem Fred Antoniazzi, de Belo Horizonte, que neste ano chegou a Tiradentes com seu artesanato para vender durante o evento. Ele destaca que a diversidade cultural é o que mais o atrai à cidade histórica: “Tiradentes acolhe esse turista que vem aqui em busca do Festival, da gastronomia, da paisagem, da tranquilidade, das crianças. É um ambiente que acolhe todo tipo de público”.

No dia 24 (domingo), serão exibidos 18 curtas, começando às 15h no Cine Tenda. Já às 17h, no Cine Sesi, acontece a projeção de Bang Bang, do homenageado Andrea Tonacci. Às 21h, no Cine BNDS Na Praça, o longa Campo Grande, de Sandra Kogut e às 22h, no Cine Praça, Quase Memória, de Ruy Guerra.

Confira a programação completa clicando aqui.

TEXTO/VAN: LUCAS MARANHÃO

FOTOS: LUCAS MARANHÃO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: