Skip to main content

Movidos pela paixão

Quase
tão concorridos quanto os ingressos da copa, as figurinhas do álbum do mundial
viram febre

A banca do senhor Juvenal nunca esteve tão movimentada.
Tudo por um simples motivo: o álbum de figurinhas da Copa. A menos de um mês
para o início do mundial, milhares de pessoas, dentre crianças, jovens e
adultos, entram na onda de colecionar. O álbum possui os rostos dos jogadores
das 32 seleções participantes, além de outras 40 figuras com temas diversos,
como os logotipos de cada federação, a bola da copa e, claro, a nossa mascote,
Fuleco. É tudo por paixão.
Juvenal Batista é dono de uma das bancas mais
movimentadas de São João del-Rei, localizada no centro da cidade, e fala que o
local está muito movimentado, devido à febre das figurinhas. “Estão sendo
vendidas, em média, 4000 pacotes de figurinhas por semana, e todos os públicos
estão vindo comprar. Não há um público especifico”, ressalta o dono da banca. 
Bruno Marques descobriu seu gosto por colecionar
figurinhas bem cedo. Seu primeiro álbum de copas foi em 2002. Segundo ele, foi
por influência de pais e tios que surgiu essa paixão. E ressalta: “É uma coisa
legal, saudável e que relembra a infância. Em época de Copa, vira uma febre
nacional. E este ano pude perceber que há bastante adulto fazendo álbum”.

José Pedro, de oito anos, está colecionando seu primeiro
álbum do mundial. Segundo ele, sempre vai com seu pai à banca para comprar
figurinhas e, na escola, isso já virou moda. Todos os amiguinhos também
colecionam, o que facilita a troca.
O Brasil é onde há o segundo maior número de colecionadores do objeto, segundo a Panini, fabricante do produto. A empresa já anunciou a quebra de recordes na venda do mesmo em relação ao último mundial. É a mistura que dá certo: paixão e futebol 
Texto: VAN/Iolanda Pedrosa
Foto: Divulação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: