PrimaveraMuseus2017_Cartaz_A3

Museu em Tiradentes incrementa programação para a Primavera dos Museus

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) realiza semana que incentiva a valorização de museus por todo o Brasil, a chamada Primavera dos Museus.

O museu tiradentino Casa Padre Toledo oferece programação diferenciada, com visita musicada e contação de histórias, para entrar no clima da Primavera dos Museus. Este ano, o evento acontece do dia 18 a 24 de setembro, mas o Museu Casa Padre Toledo inicia sua programação já no sábado, 16. Essa semana, idealizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), tem como objetivo incentivar as pessoas, principalmente a população local, a ida aos museus e o reconhecimento de sua importância. Nesta edição, o tema é “Museus e suas memórias”, propondo um olhar diferenciado para dentro das instituições museológicas.

 

Jackson Jardel dos Santos, coordenador do Setor de Educação Museal, é um dos principais organizadores do evento e conta em detalhes a programação. “Neste ano, vamos ter inauguração de exposição temporária em parceria com a Artes Vertentes, visita musicada, diferente da tradicional, e vamos ter contação de histórias com temas da mitologia grega, africana e indígena”, ressalta. Uma oficina de cerâmica na Associação de Moradores do Alto da Torre também está prevista para o dia 23, sábado.

 

Para Jardel, as atividades desenvolvidas no museu são, além de tudo, importantes para aproximar a comunidade de Tiradentes do patrimônio. “A gente tenta promover atividades com maior qualidade para esse público específico, como as escolas. Mas é claro que, dependendo da atividade, o número de turistas também aumente.”

 

A mediadora de visitas Luana Rodrigues de Souza conta que é a primeira vez que trabalha na Primavera dos Museus e que suas expectativas são as melhores. “Minha maior expectativa é conseguir ressignificar o papel do museu. Fazer com que as pessoas consigam receber a história do museu de forma diferente”, conta. Luana acredita que as atividades diferenciadas podem despertar nas pessoas formas diferentes de absorver o conhecimento.  

Paulo Augusto da Silva Ribeiro, que, inclusive, já trabalhou no museu durante um ano, disse que não conhecia a Primavera dos Museus e que está ansioso para conferir as atividades. “Eu gosto muito do espaço, da casa. Pra mim vai ser interessante ver esse espaço em um momento diferenciado, em que outras coisas vão acontecer.” Paulo acredita que, talvez, falte um pouco mais de divulgação para que mais pessoas conheçam o evento.

 

TEXTO/VAN: Sagner Alves

FOTO/VAN: Divulgação

 

Deixe uma resposta