Nacional e São Caetano vencem depois de dois jogos

Após duas derrotas consecutivas,
o Nacional entrou em campo precisando de uma vitória. Ela veio, mas foi
sofrida. O  time da Colônia venceu o
Figueirense por 2 a 1 de virada, no campo do Social, na primeira partida da 5ª
rodada do Campeonato Amador. O outro jogo do domingo foi entre São Caetano e
Minas; venceu  a Fera Tijucana que bateu
o Leão da Biquinha por 1 a 0.  
“A vitória veio. Não foi fácil
ganhar esse jogo, mas graças a Deus, com muito trabalho e com um time de
qualidade conseguimos. Agora é dar continuidade ao trabalho para conseguirmos a
classificação”, disse Nem, treinador do Nacional.
           
No começo da partida, logo aos
dois minutos, o susto: falta quase no meio campo. O  capitão Ricardo bateu com força, o goleiro
Douglas se atrapalhou todo, a bola passou entra as pernas do arqueiro, bateu na
trave e sobrou para o lateral esquerdo Torrone abrir o placar para o Figueirense.
           
Em um lance de pura infelicidade,
o centroavante Pedro, do Nacional, que vinha bem na partida caiu de mau jeito e
deslocou o ombro esquerdo. Com a lesão do camisa 9, entrou Pedro Carazza para
mudar o jogo. Logo no início do segundo tempo, o rápido atacante aproveitou a
alha da zaga para tirar do goleiro e deixar tudo igual.
           
Os comandados de Nem não tinham
vida fácil e aos 30 minutos Fabinho foi expulso. Mesmo com um homem a menos, Li
recebeu do volante Charuto, virou o corpo e acertou um chute de rara
felicidade. “Estava muito cansado, mas peguei a bola ali atrás e consegui
acertar um belo chute e ajudar nosso time com uma vitória”, analisou o atacante
           
Pelo lado do Figueirense sobraram
reclamações para cima do árbitro Marcelo Antônio de Carvalho por um gol anulado
do meio campo Keko:
– “O Figueirense jogou muito bem,
mas  jogar contra o adversário e contra o
juiz é impossível. Anulou um gol do nosso time, onde foi uma falta direta para
o gol. Não sei o que aconteceu”. Este foi o desabafo de Neném Varziano,
treinador do Figueira.
           
Com a vitória, o Nacional chegou
ao seis pontos ganhos. Já o Figueira segue sem vencer na competição; com o
resultado negativo, o clube do Bom Pastor estacionou na lanterna do campeonato
com dois pontos ganhos.
Vitória do São
Caetano
Na outra partida da tarde, São Caetano e Minas fizeram o
clássico tijucano, apesar da tradição das duas equipes. O que se viu foi um
jogo morno e com poucas chances de gol. Quando tudo se encaminhava para um 0 a
0 sem graça, eis que surgiu uma falta na ponta direita. O grandalhão Robinho
não ficou na área e foi fazer a cobrança; 
Tchuska desviou no primeiro pau e garantiu a vitória.
           
“Se a gente não faz três pontos, complica, porque semana que
vem a gente folga; o próprio Minas nos passava, o Nacional passava. A gente se
conscientizou na semana que tinha algo errado, mas também estávamos dando azar.
Treinamos muito forte na semana e hoje mandamos no jogo”, disse Deivison,
capitão do São Caetano.
Texto: VAN/Diego Cabral e João Henrique Castro

Foto:
João Henrique Castro 

Deixe uma resposta