Nacional vence e leva vantagem para o segundo jogo da final

O primeiro confronto da final da Taça Tricentenário de Futebol Amador, que aconteceu no último domingo (01), no Estádio Paulo Campos, foi de total alegria para a torcida da colônia. O Nacional venceu por 1 x 0 com gol de Mateus e vai para o segundo jogo com vantagem sobre o Minas Futebol Clube.

As torcidas não se deixaram desanimar pela chuva, que caiu logo no inicio da partida. O bom público acirrou ainda mais a disputa entre as duas melhores equipes do campeonato. O jogo começou quente, com ambos times se estudando, porém mantendo o ritmo forte de ataque.  O Nacional buscava seu gol com jogadas pelo lado direito. O lateral Cicinho era a arma da ofensividade de seu time.

O time do Minas permitia que o Nacional trocasse passes com qualidade no meio de campo: sua marcação frágil não conseguia bloquear as investidas do adversário. Grande parte das finalizações do primeiro tempo pertenceram ao time do Nacional.

O Minas voltou para o segundo tempo com uma postura mais ofensiva, mas logo aos 3 minutos foi surpreendido – após cruzamento, a bola pingou na área, o goleiro espalmou, deixando a bola sobrar para Mateus (atacante do Nacional) abrir o placar, fazendo vibrar a torcida da colônia italiana nas arquibancadas.

O cenário do jogo poderia ter mudado aos 19 minutos do 2º tempo – o zagueiro David colocou a mão dentro da grande área e o juiz marcou pênalti para o Minas. Porém, a estrela do goleiro Marcelo brilhou – Daniel bateu do lado esquerdo do gol e o camisa 1 do Nacional adivinhou o canto, fazendo bela defesa. O Minas seguia com suas investidas, mas todas paravam no goleiro Marcelo.

Após a partida, o goleiro falou da expectativa do jogo de volta: “Temos que ir para cima deles, pois queremos ser campeões”, frisou. Marcelo ainda comentou que não jogaria, mas substituiu o goleiro titular, Walmiro, que tinha sido suspenso: “Eu nem iria jogar hoje, mas Deus me iluminou”, finalizou.

O treinador do Minas Luís falou sobre a vantagem que pertence ao time do Nacional: “Eles conseguiram ganhar de 1×0, agora temos que tomar a vantagem deles” e explicou a desorganização no meio campo do Minas: “A partir do momento que se toma o gol, existe uma desorganização automática que deve ser corrigida”, declarou.

Já o treinador do Nacional Fábio garantiu que não entrará na partida buscando um empate: “Quem entra para empatar, sempre sai derrotado”, afirmou.

O segundo jogo da final da Taça acontecerá  no próximo domingo, dia 08, no Estádio Paulo Campos, às 15 horas.

VAN/Jéssica Loures
Foto: Rafael Silveira

Deixe uma resposta