O Museu da Loucura já está aberto ao público

Em junho de 2014, foram iniciadas as obras de
revitalização no Museu da Loucura, em parceria com os governos
estadual e municipal. De acordo com a coordenadora do Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEP),
Lucimar Pereira, trata-se de uma grande obra de revitalização completa, pintura
interna e externa, restauração do telhado, mudança dos pisos, adequação de
instalações elétricas e hidráulicas. O espaço ganhará ainda uma parte mais
interativa com a criação da sala multimídia.
O objetivo principal do museu consiste em
resgatar a memória do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Barbacena (CHPB), para
que o passado de horrores e equívocos nunca volte a acontecer, colaborando
dessa forma com o projeto de reabilitação psicossocial dos internos. O museu
chega a receber pelo menos 1.100 visitantes por mês e em 18 anos já recebeu 131.156
visitantes registrados no livro de assinaturas.
Na verdade, em novembro de 1979, aconteceu,
em Belo Horizonte, um Congresso de Psiquiatria. Durante sua realização foram
mostradas, em uma exposição, fotos tiradas do então Hospital Colônia de
Barbacena. A partir desta exposição, surge pela primeira vez a ideia de se
criar um Museu de Psiquiatria. Somente no ano de 1996 o projeto foi retomado,
quando a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG) firmou convênio
com a Fundação Municipal de Cultura de Barbacena, para que o museu se
instalasse no projeto Memória-Viva, com o objetivo de resgatar a história da
cidade, mantendo seus locais e origens.
Atualmente, o Museu é uma atração, não apenas
para o meio acadêmico, mas para toda a comunidade. Isto porque mostra a
história do antigo “manicômio” e primeiro hospital psiquiátrico do estado de
Minas Gerais por meio da exibição de equipamentos, acervo do Hospital e ainda
documentação de dados coletados e pesquisados em todo o Estado; além disso, enfoca
a atual abordagem do tratamento psiquiátrico que vem sendo desenvolvida junto
aos pacientes, proporcionando assim abertura para a inclusão social do portador
de sofrimento psíquico.
O
Museu da Loucura, um dos principais pontos turísticos de Barbacena foi reaberto
recentemente e as visitações voltam a acontecer no primeiro semestre deste ano.
Texto: Ana
Luiza Fonseca Guimarães Assis/ VAN

Fotos: Prefeitura Barbacena/ Divulgação

Deixe uma resposta