Os rivais em destaque

Um é Campeão da Libertadores, outro o atual vencedor do Campeonato Brasileiro. Esses fatos demonstram o favoritismo de Atletico-MG e Cruzeiro para a atual temporada. Mas o que os dois clubes fizeram para não perderem a supremacia conquistada ano passado? Pois bem , vamos agora analisar como os clubes se planejaram para 2014.

Começando pelas contratações, a Raposa manteve o elenco de 2013, confiando na repetição do bom futebol apresentado na conquista da Série A. Repatriou Marcelo Moreno, que vinha com poucos jogos e gols pelo Flamengo, mas pode dar muito certo.. Tirando o boliviano, contratou para compor elenco, sem nenhum nome de expressão, como o Volante Rodrigo Souza, que veio da Série B , e a jovem estrela Marlone, um dos poucos que se destacaram no rebaixamento do Vasco da Gama. Para a Libertadores, o clube procurou um sangue latino, trazendo o lateral esquerdo Samudio para brigar pela titulariedade.

Já o Galo teve como maior êxito a renovação de seu craque Ronaldinho, por mais uma  temporada. Porém, o time perdeu o técnico Cuca, que foi ganhar uma nota no futebol chinês. Devido à perda do seu comandante, o time perdeu um pouco das características que o fizeram levantar a primeira Libertadores da história do Atlético. Não renovou com Jr. César, e agora vive o drama de ter que escalar jogador improvisado pela canhota. Com Alecsandro indo para o Flamengo, a missão de ser a sombra de Jô fica com André, que procura reencontrar seu foco na carreira, já que veio sem gols e com indiciplinas pela passagem pelo time cruzmaltino.

E depois que o zagueirão Emerson ficou com inveja do Anderson Silva e quebrou o pé, o clube foi à Europa e trouxe o argentino Otamendi, que fica  até julho, o que é arriscado, porque as finais da Libertadores acontecem só depois da Copa, podendo afetar no entrosamento do time caso passe para a fase decisiva da competição.

O Cruzeiro entra como favorito neste ano, porque vem demonstrando um futebol bem acima do nível dos demais e, corretamente, manteve o elenco, no qual o time reserva, e muito melhor, do que muito time no Brasil. Mas  na Libertadores nem sempre o melhor elenco é Campeão, o que traz um triunfo ao Galo, que está com o costume de jogar na catimba e pode ter sobrado um pouco da sorte do ano anterior. O Atlético tem um time bom, mas parece que o tempero estava nas mãos do Cuca, e não acredito que um desgastado Paulo Autuori consiga fazer o mesmo.

O Clube Atlético Mineiro começou ontem sua batalha pelo Bi da Libertas, ganhando do Zamora da Venezuela. Tudo bem que não é grande coisa a primeira fase, mas começou bem. O Cruzeiro estreia hoje, no Peru, contra o poderoso Real Garcilaso, porém o maior adversário é a altitude e nada mais.  O futebol é imprevisível, mas do mesmo jeitinho que terminou 2013, com um sotaque bem mineiro, começa 2014, com Cruzeiro e Atlético como favoritos.

VAN/Léo Oliveira
Foto: Maria Clara Lauar

Deixe uma resposta