Ovos de Páscoa abandonados nos supermercados

Páscoa de crise pede soluções inteligentes

Comerciantes buscam meios de superar baixa nas vendas

Ovos de Páscoa abandonados nos supermercados
Ovos de Páscoa abandonados nos supermercados

Seja qual for o supermercado em São João del-Rei, um cenário é certo: gôndolas dos tradicionais ovos de Páscoa abandonadas pelos clientes. As reclamações vêm de consumidores e comerciantes: preços altos e baixa nas vendas.
Gerente de supermercado, Adenilson diz que, em seus 8 anos de profissão, as vendas têm caído consideravelmente e analisa: “a cada ano fica pior”. Carlos, gerente de outro supermercado São-joanense, contava com as vendas de última hora. “No sábado costuma ter mais movimento”. Mas nem todos estão otimistas. Cléber, gerente de outro supermercado da cidade, acredita que a venda de ovos de Páscoa neste ano corresponderá à metade das vendas contabilizadas no mesmo período de 2015. Contando com este cenário, Cléber relata que as compras deste ano foram inferiores às dos anos passados e não descarta a possibilidade de, apesar das ofertas após o feriado, haver sobra de estoque. É o que confirma Daniela, que este ano pretende comprar ovos de chocolate pequenos, após o feriado, “só para simbolizar”.
Com a alta dos preços, muitos daqueles que não quiseram abrir mão do ovo de páscoa optaram pelos ovos caseiros, o que tem sido uma oportunidade extra de renda para muitas famílias. Deborah Ladeira produz ovos trufados ou “de colher”. “Em relação às vendas do ano passado, eu tive um maior número de encomendas, mas diminuí o peso dos ovos (em 2015, 1k e 500g, em 2016, 700g e 500g). Optei por diminuir o peso à aumentar os preços.” O mercado tem sido ocupado por muitos vendedores, mas isto não assustou Deborah, “mesmo com tantas pessoas fazendo ovos caseiros, tem procura para todo mundo.” Gabriela e Maria Emília decidiram fazer ovos “de colher” pelo segundo ano consecutivo e falam da relação custo/ benefício. “Vem com mais recheio e são mais gostosos por serem caseiros.”
Os ovos caseiros custam, em média, R$50,00 (500g). Nos supermercados os maiores ovos disponíveis pesam 375g e custam, em média, R$40,00.
A saída tem sido bolas estratégias para que todos saiam satisfeitos. As produtoras dos ovos caseiros se adaptaram à crise e optaram também por vender caixinhas de brigadeiro, trufas, etc. Ideia que tem sido aderida também pelos supermercados. “A gente enche a gondola dos bombons e logo esvaziam”, diz Cleber.

 

TEXTO/VAN: Marcela Amorim e Juliana Galhardo

COLABORAÇÃO: Ícaro, Rhayssa e João Victor.

FOTO: Juliana Galhardo.

Deixe uma resposta