Peça teatral “Casa de Bonecas” estreia no próximo dia 13, em Tiradentes

O remake  da famosa peça norueguesa do século XIX “Casa de Bonecas”  aborda um tema que ainda é bastante atual: o papel da mulher na sociedade

 

Na próxima semana, dias 13 e 14 de abril, será estreada a peça “Casa de Bonecas”, às 20hrs, no Centro Cultural Yves Alves, em Tiradentes. A peça será a primeira produzida pelo grupo teatral LAB (Laboratório) e irá abordar temas atuais como o papel da mulher na sociedade e o casamento. Após ser exibida em Tiradentes a peça irá percorrer a região das vertentes, ainda sem datas definidas.

O grupo teatral LAB atualmente é formado por cinco estudantes do curso de Teatro da UFSJ que estão prestes a exibir seu primeiro trabalho, uma recriação da famosa peça do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen, que movimentou o cenário teatral no século XIX. A peça original sofreu algumas adaptações em seu roteiro, uma delas foi trazê-la da Noruega de 1879 para o cenário do Brasil da década de 80. Outras pequenas mudanças foram feitas, no entanto não tirarão o drama e o foco original da trama.

Para o diretor Diogo Brito Rezende, 21, a peça é a realização de um sonho não só para ele, que vive a experiência de dirigir uma peça pela primeira vez, mas também para o grupo que trabalhou muito para o espetáculo acontecer. Após dois anos de formação do LAB e mais de sete meses com a peça em produção, é o primeiro grande espetáculo que será por eles apresentado. Sobre as expectativas diante do público, Diogo espera que a peça cause uma grande reflexão: “O término da peça vai ser um ponto para várias reflexões, ainda mais pelos temas que a peça aborda. Se hoje eu acredito que o final da peça vai gerar conversas, eu imagino como foi na época original, uma explosão.”

O ator Lucas Leigh, 27, que faz o papel de Cristina, amiga de Nora (personagem principal) e viúva de um milionário, revela os desafios de viver seu personagem: “Essa personagem foi um desafio ainda maior pela questão do gênero, eu tive que fazer o possível para entender como é o ser mulher, e entender como era ser uma mulher na sociedade daquela época.” revelou. A atriz Amanda Amaral, 19, interpreta a protagonista Nora, uma mulher forte que guarda um segredo sobre seu passado. Ela comenta como viver a personagem mexeu com a sua vida pessoal: “Me trouxe muitas reflexões sobre a minha vida, minha profissão e meu lugar nela. Sem dúvidas a personagem me traz essas questões de momentos felizes, difíceis e fáceis.” comentou.

Para finalizar, o diretor Diogo Rezende convida o público para prestigiar o grupo LAB em sua primeira apresentação teatral na sexta-feira dia 13 e/ou no sábado dia 14 de abril, às 20hrs, no Centro Cultural Yves Alves, em Tiradentes. Serão 120 lugares disponíveis em ambos os dias. O valor da entrada é de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia), haverá ingressos disponíveis na portaria, mas para quem deseja comprar antecipado pode entrar em contato com o grupo pela página do Facebook. O evento tem a classificação indicativa para maiores de 12 anos.

 

Texto/VAN: Emerson William
Foto/Reprodução: Divulgação

Deixe uma resposta