Skip to main content

PEFISS é sucesso entre alunos da rede pública

O Programa de Educação Financeira
e Inclusão Socioeconômica Sustentável (PEFISS) é um projeto de extensão da
UFSJ, criado em 2011 pelo Departamento de Ciências Econômicas (DCECO). Tem como
objetivo o desenvolvimento de conhecimentos de educação financeira aliada a
sustentabilidade para alunos do ensino médio de escolas estaduais de São João
del-Rei e região.

O professor e coordenador do
projeto Glauco Manuel dos Santos comentou sobre o que levou a criar o PEFISS:
– “Nasceu a ideia de produzir um
programa de educação financeira que fosse diferente e alternativo do que existe
no Brasil e até no mundo.”
 Santos ainda ressalta sobre a inovação
existente no projeto:
– “O nosso programa inova quando
traz sustentabilidade e meio ambiente para a educação financeira. É possível
você se alimentar melhor, gastar menos, e também causar menos impacto para o
meio ambiente.”.
 Com o PEFISS, os alunos do curso de Ciências
Econômicas ainda tem a oportunidade de colocar em prática todos os
conhecimentos adquiridos em sala de aula, contribuindo com a população, como
afirma a estudante do segundo período Aline Samara Costa Dias Hannas:
– “A gente tem que dar um retorno
para a sociedade. A melhor forma de contribuir de volta é agindo na sociedade,
passando tudo o que aprendemos aqui para eles”. 
O programa ainda inova no quesito
transdisciplinaridade, já que conta com a parceria de outros cursos da
universidade, como o de Teatro e Artes Aplicadas. Semanalmente, diferentes
atividades interativas são proporcionadas por estudantes desses cursos. “Se do
ponto de vista teórico é difícil trabalhar com a questão da
transdisciplinaridade, do ponto de vista da vida prática das pessoas é
possível”, pontua Glauco.
Os participantes tem um efetivo
retorno do projeto no próprio cotidiano. A aluna Fernanda Gabriele Pereira
Sizilo (do segundo ano do ensino médio) diz que as lições aprendidas são muito
importantes, pois fazem parte do dia a dia. Sizilo ainda cita uma atividade
feita em casa pelos participantes:
-“Nós tivemos que fazer uma lista
com todos os nossos gastos diários para poder controlá-los”.
O coordenador explica que esse
retorno “transforma a atuação deles até dentro de casa, deixando de serem
vistos pelos parentes como apenas geradores de custos”.
Texto: VAN/Leonardo Duque, Richardson Freitas e Jederson Rosa
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: