1

Período Natalino pode reacender as vendas no varejo em SJDR

O fim de ano pretende
movimentar milhões de reais na economia mineira, que parece animada pela
expectativa dos clientes

 

O Natal é a época mais aguardada para o comércio
varejista. Em São João del-Rei, os comerciantes aguardam um aquecimento nas
vendas, após um período de apatia que não movimentou o setor após o dia das
crianças.
Pesquisas
da Federação do Comércio de Minas Gerais (Fecomércio-MG) apontam uma
expectativa favorável dos compradores em 2014. Neste ano, 73,9% dos
consumidores encontram-se mais otimistas
neste Natal, do que no mesmo período de 2013, quando 57,6% afirmavam
estar confiantes. Esse otimismo dos consumidores tende a fazer com que as compras
sejam mais numerosas do que o planejado.
Adicionalmente,
o 13º Salário é injetado na economia nacional e muitas pessoas aproveitam o
rendimento extra para realizar as compras de fim de ano.  Dados da Fecomércio-MG indicam que os homens
estão mais preocupados em quitar as dívidas do que as mulheres, uma vez que
para eles, a ordem das três principais pretensões de gastos com o 13° é a
seguinte: quitar dívidas (26,5%), aplicar o dinheiro (21,2%) e fazer as compras
de Natal (20,4%). Já as mulheres priorizaram as compras natalinas (33,1%), seguidas
da quitação das dívidas (23,0%) e da aplicação do dinheiro (12,9%).
É
importante ressaltar que o percentual de consumidores que pretendem aplicar o
13° salário é o maior desde 2008, atingindo um índice de 18,2%, o que demonstra
um perfil de consumidor mais atento à economia e à importância de poupar para
alguma eventualidade.
Fernanda
Santos, supervisora de vendas em uma loja
de roupas, calçados e brinquedos, acredita em um aumento de 10% nas
vendas em relação ao mesmo período do ano anterior. “Contratamos cerca de 10
funcionários temporários para atender os nossos clientes, buscando alcançar a
nossa meta de vendas”, comentou a supervisora.
O
gerente de uma loja de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos, Luiz
Carlos Filho, também aposta em um crescimento nas vendas nesse período
natalino:

“As expectativas são as melhores, haja visto que estamos em um ótimo momento,
principalmente para o setor de tecnologia, que inclui celulares, smartphones
e televisores com acesso à internet. Essas são as linhas que mais têm
crescido. O setor de eletrodomésticos também tem um número de vendas expressivo
nessa época do ano”.
O
levantamento realizado pela Federação, junto aos consumidores, aponta que o
setor em que haverá o maior crescimento de vendas é o de confecções, com 35,8%
de intenções de compra, seguido do segmento de brinquedos, com 19,5%. Os
calçados vêm em terceiro lugar, com 18,8%; os celulares e smartphones
assinalam 7,9% das intenções de compra dos clientes. Os perfumes e
eletrodomésticos apresentam percentuais de 6,2 e 2,4, respectivamente.
A
mesma pesquisa ressalta que o pagamento à vista será escolhido pela maioria,
onde 50,7% das pessoas vão utilizar como a primeira opção o pagamento em
dinheiro; o cartão de crédito será a segunda, com 19,3%. Desse percentual,
45,3% dos entrevistados vão pagar com o cartão, devido às variadas formas
disponíveis de pagamento; 17,3% escolheram essa opção porque consideram
usufruir de um planejamento de pagamentos.
Segundo
informações da Fecomércio-MG, foram entrevistadas 408 pessoas, no período de 28
de outubro a 3 de novembro de 2014. As entrevistas foram individuais, o
intervalo de confiança foi de 95% e a margem de erro de 5%.
Texto:
VAN/ Willian Carvalho
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta