Programa da UFMG atrai artistas internacionais para Tiradentes

Entre os dias 19 e 29 de julho, a cidade de Tiradentes recebeu artistas de diferentes nacionalidades para a realização da primeira edição do Programa de Residência Artística Internacional da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

O evento levou para Tiradentes o artista colombiano Cristiano Rosa, a brasileira Karine Montenegro e os argentinos Abel Monasterolo e Jorge Castro. Esses artistas desenvolveram criações inspiradas na história, cultura e população que reside em Tiradentes.

Além deles, estiveram na cidade para ministrar as “aulas abertas” – outra vertente do mesmo programa – os artistas/professores Adilson Siqueira (São João del-Rei), Fernando Limoeiro (Belo Horizonte), Luiz Felipe Cabral (Belo Horizonte) e Damián Kees (Santa Fé – Argentina). Foram 7 dias de oficinas nas áreas de fotografia, música, teatro, dança e vivências performáticas.

As “aulas abertas” foram realizadas em algumas das praças da cidade e, para participar, era necessário apenas comparecer ao local na hora marcada. No ultimo dia, 27, tanto os artistas residentes quanto os que ministraram oficinas deram uma pequena mostra do que foi realizado durante a semana.

A primeira apresentação foi às 14:30 horas no Largo do Sol. O músico Damiàn Kees mostrou a sua “orquestra de carros” e, em seguida, os alunos da oficina de Fernando Limoeiro apresentaram um esquete sobre violência infantil.

Daniela, que estava de férias com a família na cidade, conta que ficou muito feliz por ter chegado a Tiradentes durante uma mostra coletiva de arte. Além disso, ressaltou que “o tema apresentado me interessa muito. E a orquestra de carros foi inusitada”. 

Mais tarde, às 17 horas, o artista e professor Adilson Siqueira fez sua última “aula aberta” – o 7º Dia em Julho – no Largo das Mercês. A aula juntou, numa mesma atividade, movimentos, música, performance e degustação. Os tecidos amarrados em uma das árvores da praça também atraíram o interesse geral. Segundo Fernando Luis, de Belo Horizonte, “está tudo maravilhoso, principalmente a ‘casa da árvore’, que minha filha está adorando.

Durante a noite, para encerrar o Programa de Residência Artística Internacional da UFMG, foram realizadas, no casarão da UFMG, projeções do material produzido neste período de residência e os artistas residentes puderam expor suas criações para o público.

VAN / Sílvia Reis
Foto: Silvia Reis

Deixe uma resposta