escolhida (6)

Projeto Educar: educação patrimonial para crianças

Edição de 2015 contou com as escolas municipais Maria Teresa e Parada do Giarola

escolhida (6)
FOTO: Mariana Ribeiro

Educação patrimonial é o conhecimento da importância cultural local através do contato direto e é esse o objetivo do Projeto Educar, que tem levado anualmente crianças das escolas de São João del-Rei a patrimônios tombados da cidade. Durante uma etapa do projeto, por exemplo, crianças do 3º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Maria Teresa visitaram o Museu Ferroviário no último mês de novembro.

A ideia da Prefeitura funciona partindo de uma aula introdutória dada pelo próprio professor em sala de aula. A professora Juliana Inis da Silva Alves conta que utilizou documentos antigos para destacar a ideia de patrimonialismo. Logo após, uma pessoa do Setor de Proteção do Patrimônio Cultural e um membro do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural ministram uma palestra interativa sobre o assunto para os alunos e, em seguida, há um debate. Em 2015, foram levadas fotografias e histórias do passado da cidade por Rogério Ramos.

escolhida (2)
FOTO: Mariana Ribeiro

A escolha do patrimônio a ser visitado é feita através de uma votação e a professora conta que a maioria dos alunos fica empolgada para conhecer o Museu Ferroviário. Após a escolha, é feito um trabalho sobre esse bem cultural: “Esse ano eu pedi pra eles fazerem alguma coisa com sucata porque eu estava trabalhando reciclagem e então muitos fizeram a Maria Fumaça com sucata”, conta.

A visita da Escola Maria Teresa contou com as explicações de Rogério, que passou por todos os objetos e imagens do museu contando as funções e histórias deles. “Dessa vez, nós planejamos as ações para setembro e outubro assim que o segundo semestre começou. Agora nós chegamos ao final, em que os alunos fazem uma visita a um bem tombado, que eles escolhem por votação, e depois vão fazer uns desenhos e redações sobre o que aprenderam. Esse material é recolhido e levado para o IEPHA, o Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico”.

O Cronograma

Em 2015, as escolas envolvidas foram as escolas municipais Parada do Giarola e Maria Teresa, já que a primeira tem maiores necessidades e a segunda tem uma localização privilegiada em relação a transportes, segundo Rogério. Enquanto os alunos do centro visitaram o museu, os da Colônia ganharam cortesias para uma viagem de trem até Tiradentes.

Segundo o Superintendente Municipal de Cultura, o programa é “uma ação anual que atende a deliberações do IEPHA, com objetivos de alcançar pontuação para o ICMS cultural e paralelamente contribui para despertar nas crianças e jovens a espirito de valorização e preservação do patrimônio”.

escolhida (3)
FOTO: Mariana Ribeiro

TEXTO/VAN: MARIANA RIBEIRO

FOTOS: MARIANA RIBEIRO

Deixe uma resposta