OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Quadros lança livro na Mostra de Artesanato & Cultura de Resende Costa

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O povoado dos Pinto, em Resende Costa, a vivência e a essência de seus moradores viraram poesia nas mão do professor Mário Márcio de Quadros. O livro  Portas que Viram Janelas será lançado às 20 horas de sábado, 6 de junho, no Teatro Municipal da cidade  de  Resende  Costa,  em  Minas  Gerais.  Essa  é  a  oitava  obra  da  Coleção Lageana publicada com apoio do Fundo Estadual de Cultura (FEC). O evento faz parte da III Mostra de Artesanato & Cultura de Resende Costa e comemora os 103 anos da cidade.

As pessoas que ainda moram nesses locais preservam posturas, princípios que são difíceis de se ver no cenário urbano. Quem é mais novo acaba seduzido pela cidade. Mas temos de preservar esse universo simbólico”, comentou o autor em entrevista ao jornal Monitor das Gerais.

Eliana  Tolentino,  professora  de  literatura  da  UFSJ  que  assina  o  prefácio  do  livro ressalta os detalhes da obra de Quadros.  “Encantamento! Esse misto de encanto, imaginação e imagens poéticas é o que se sente ao abrir a janela e entrar pela porta dessas Portas que Viram Janelas, de Mário Márcio de Quadros. Num misto de uma viagem do olhar, de cheiros, de pessoas, de frutas, de animais, enfim, de memórias que desfilam na leitura, nos deparamos com o Povoado dos Pinto em Resende Costa, transfigurado em poesia”, descreve.

No  posfácio,  o  professor  e  linguista  José  Olímpio  de  Magalhães (UFMG)  ressalta ainda o casamento entre o texto e as ilustrações de Luísa Bacelar Resende (UEMG).“Aí vemos de novo a diferença entre o digital e o manual: as ilustrações poderiam ter sido fotografias dos lugares e pessoas do livro-poema? Seriam a mesma coisa? Claro que não!”, pondera.

“Com a edição do  Portas que viram Janelas, estamos incentivando jovens poetas e resgatando e valorizando as tradições culturais do Povoado dos Pinto. Acreditamos que  o  livro  terá  ampla  circulação  nos  povoados  e  nas  cidades  da  região  e  será apreciado por crianças e adultos. Ele também tem grande potencial para ser utilizado nas escolas por professores da educação básica nos processos de alfabetização e nas  aulas  de  literatura”,  diz  Elaine  Martins,  Coordenadora   Editorial   da   Coleção Lageana.

Coleção Lageana

Idealizada  pela  professora  Elaine  Martins  (CEFET-MG),  que  coordena  os  projetosfomentados pelo FEC juntamente com o professor Rosalvo Pinto (UFMG), a ColeçãoLageana  constitui  o  programa  editorial  da  Associação  dos  Amigos  da  Culturade Resende Costa (amiRCo). Com apoio do Fundo Estadual de Cultura, a entidadebusca atender àqueles que se interessam pelo conhecimento, estudo e divulgação dahistória e da cultura do antigo Arraial da Lage, da região do Campo das Vertentes e  de Minas Gerais.

Deixe uma resposta