Rio das Mortes se prepara para celebrar padroeiro

Além de festejar o santo, pela primeira vez comunidade comemora a conterrânea que tornou-se beata.

A comunidade de Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno se prepara para a principal festa local. A partir de 1 de junho, os moradores celebrarão Santo Antônio, padroeiro da localidade. Com o tema Santo Antônio: exemplo de fé, os fiéis estarão em festa por quinze dias, além de, pela primeira vez, comemorarem o dia dedicado a Nhá Chica, após um ano de beatificação.

Gilmara Ferreira Rocha é moradora da comunidade e também integrante da comissão provedora. Segundo Rocha, realizar uma quinzena celebrativa é importante para engrandecer ainda mais a festa. “Fazer a festa do nosso padroeiro com essa programação extensa é uma forma de todos juntos vivermos o exercício da fé e oração e, também, podermos promover interação entre toda a comunidade, tanto na parte religiosa como na social”, acrescenta Rocha.

A devota e também moradora Milena Carvalho conta que está na expectativa para o início da trezena, exercício de oração realizado em treze dias, acompanhado de missas. Ela afirma que “fazer a trezena de Santo Antônio é um hábito que os nossos antepassados tinham, até mesmo na igreja velha. Desde pequena, aprendi a rezar a trezena e não fico nenhum ano sem fazer”.

A programação tem maior destaque para os dias 07 e 08, quando serão celebrados Sant’Ana e o Sagrado Coração de Jesus. Já a partir de 13 de junho – data oficial do santo padroeiro -, haverá procissão, missa e benção, além da tradicional distribuição dos pãezinhos de Santo Antônio.

No dia seguinte, o distrito vai festejar o dia da conterrânea Francisca de Paula de Jesus, a Nhá Chica. Juliano de Paula (22) declara que, “neste ano, vamos preparar uma linda festa para nossa santinha e também para o nosso padroeiro. Ano passado, no dia dela, colocamos a sua imagem no altar e, neste ano, vamos colocar a imagem no andor e fazer uma linda procissão”.

Com uma extensa programação religiosa, a festa também tem a sua parte social. Durante os dias em destaque, haverá apresentações artísticas com duplas e bandas da região. E, no último dia da festa, haverá a presença do Bispo Diocesano Dom Célio de Oliveira Goulart, que irá celebrar a missa de encerramento das solenidades dedicadas aos santos.

Texto: VAN/Willian Carvalho
Foto: Divulgação/Pascom

Deixe uma resposta