imagem destacada

Santa Cruz de Minas é palco de rock e motores

imagem destacada
“O intuito do encontro é reunir os amigos, interagir com eles, e curtir o bom e velho Rock’n Roll”. Assim foi definido o objetivo do 2º Encontro de Motociclistas do Motoclube Aço Rider pelo organizador Carlos Alberto Peixoto, o Careca. O evento ocorreu no fim de semana, entre os dias 24 e 26 de abril, em Santa Cruz de Minas.
Os encontros de motociclistas na cidade trazem um legado de 12 anos, mas há dois o Motoclube Aço Rider conduz a festividade. O comerciante de 54 anos contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Minas e do comércio regional.
As expectativas eram muitas e foram concretizadas. O empresário Wallace Itaborahy, que participa há mais de um ano do encontro com seu grupo Benditos do Inferno, veio em busca de confraternização entre motociclistas e motoclubes, além de reencontrar os amigos
O casal fundador do Fantasma da Estrada, Shina e Rosemairy Lopes Ferreira, ambos são-joanenses, já participam há sete anos e disseram que “o encontro com certeza vai encher” e que “em outros anos vieram pessoas de outros países da América Latina, como chilenos, por exemplo”. A participação de estrangeiros foi confirmada pelo Careca, que disse que peruanos também já vieram prestigiar o evento. O belo-horizontino Eduardo dos Santos Silva (43), hoje morador de São João del-Rei, fundador do Rota 494, já participa há três anos e desejou que esta edição “seja melhor de todas”.
Neste ano, 70 motoclubes se inscreveram, visto que no ano passado o dobro estava presente. Segundo o organizador, ocorreram mais três eventos do gênero em outras cidades, razão pela qual houve menos inscritos. Mas isso não impediu o sucesso: o comércio, o turismo e a economia local foram beneficiados com o 2º Encontro de Motociclistas do Motoclube Aço Rider, que no próximo ano promete voltar com o mesmo vigor.
Saiba como foi
A sexta-feira (24) foi marcada pelo show da banda AlieniiD, que trouxe clássicos do rock internacional para a menor cidade do país. No sábado (25) foi a vez das bandas Os-Jão Durock e Mais 80, que se apresentaram no palco da Praça São Sebastião, centro da cidade. Mais pilotos se inscreveram e encheram o local com suas motos e triciclos. Houve entrega de troféus para motoclubes de diversas cidades e sorteios de vários brindes para os participantes.
Na manhã de domingo (26), os que vieram de cidades mais distantes acamparam no Clube 15 de Novembro e tomaram um café fornecido pela prefeitura para depois “pegarem a estrada”.
O supervisor de 53 anos, Cláudio Carvalho, que acampou no clube e é integrante do Diveneta, veio do Rio de Janeiro e ressaltou seu carinho por Minas Gerais:
– “Gosto de cidades pequenas, mas pensei que não fosse encher. Assim, a participação no evento superou as minhas expectativas. Ficou muito bom! Sou carioca, mas adoro Minas Gerais”.
A contadora Lúcia Rocha, residente de Três Corações e integrante do Rota 3, salientou:
– “Já conhecia o evento; viajo bastante e achei excelente! A estrutura daqui é muito boa. O acolhimento e a organização também. A entrega dos troféus, para mim, foi um diferencial. O encontro foi além das minhas expectativas”.
Texto: Emanuel Reis e Camilla Silva/VAN
Fotos: Emanuel Reis

Deixe uma resposta