São Caetano e Athletic encerram Campeonato da Base com títulos

O Campeonato da Base de São João del-Rei chegou ao fim na manhã do sábado (18). Após o
último final de semana, onde Athletic e Nacional venceram no Infantil e
Juvenil, foi a vez de serem conhecidos os vencedores das outras duas categorias
do torneio. Foram realizados, no Estádio Joaquim Portugal, os dois jogos das
finais entre São Caetano e Athletic, no Pré-mirim (sub-11), e entre Social e
Athletic, no Mirim (sub-13). Na primeira partida, o São Caetano foi derrotado
por 2 a 1, mas como havia vencido por 1 a 0 a partida  anterior, conquistou o título. No outro jogo,
os meninos do galo são-joanense derrotaram novamente o Social – dessa vez por 2
a 1 – e sagraram-se campeões do Mirim.  
Na partida
preliminar, os jogadores do Pré-mirim, apesar da pouca idade, fizeram um jogo
bem movimentado. No primeiro tempo houve lances de perigo para os dois lados,
mas foi na etapa final que saíram os gols. Anderson, aos 16 minutos, em um belo
chute de fora da área, acertou o ângulo, marcando 1 a 0 para o Athletic. O São
Caetano tinha a vantagem do empate e, no lance seguinte, conseguiu fazer 1 a 1
com um gol de Gustavo Lara, que havia entrado no lugar de Nathan. Necessitando
de gols, o galo são-joanense partiu para cima e fez 2 a 1 para o time da casa,
mas de nada adiantou; com o gol feito na casa do adversário, o título foi mesmo
para a Fera Tijucana.
Roberto de
Oliveira, da comissão técnica da equipe, comentou sobre os desafios para chegar
ao título:
– “Apesar de
termos dificuldades por sermos de uma comunidade carente, a gente conseguiu
encontrar uma armação para sermos campeões”.
Mesmo com a
derrota, o técnico do Athletic, Alexandre Eloy, destacou o trabalho feito com a
equipe:
– “Saio
satisfeito, é um grupo guerreiro. Esse vice-campeonato vem para coroar um
trabalho feito no ano todo e, por isso, eu também saio com gosto de campeão.”.
O artilheiro
da competição na categoria foi Davi, do São Caetano. O goleiro menos vazado foi
Gabriel, do Athletic, e o Troféu Disciplina ficou com a equipe do Minas.

Mirim
No outro jogo
da final, o Athletic tinha a vantagem do empate, mas mesmo assim, partiu para
cima e saiu na frente do placar. João Pedro, que havia feito o gol no primeiro
jogo, marcou aos 20 minutos, após confusão na área. No segundo tempo, Gabriel
aos 21 minutos, fez 2 a 0 com um belo gol, driblando dois adversários e tocando
na saída do goleiro do Social. Precisando reverter o resultado, Pedro Henrique,
que foi o artilheiro da competição, aos 24 minutos, diminuiu de cabeça para o
Xavante do Matozinhos. Mas, a reação parou por aí e o título foi mais uma vez
para o galo são-joanense, que também venceu a competição no ano passado.
O técnico
Tiago Augusto, do Athletic, comentou sobre o que os levou à conquista:
– “É muito
trabalho, mas os meninos são dedicados, treinam campo e futsal que dá uma base
muito boa para eles e pelo fato de 
também ser o treinador do futsal, isso ajuda bastante”.
Mesmo com o
vice-campeonato, o técnico Kaká, do Social, frisou  a relevância de se trabalhar com as
categorias de Base:
– “O título é
importante, mas o mais importante é participar da formação desses meninos, para
que futuramente eles possam fazer a transição de categorias”.
Além do
artilheiro Pedro Henrique, que ressaltou a participação dos companheiros no
prêmio, foram premiados também Eduardo, do Athletic, como goleiro menos vazado,
e a equipe do Social, como a equipe mais disciplinada. 
Texto:
Richardson Freitas / VAN
Fotos:
Leonardo Duque 

Deixe uma resposta